<
>

Palmeiras compra mais 10% de Gabriel Menino e passa a ter 80% dos direitos de volante

play
Jorge Nicola: Palmeiras recusa oferta de R$ 66,3 milhões do Benfica por Patrick de Paula (2:28)

O negócio foi recusado porque o Palmeiras pediu 15 milhões de euros (R$ 99,6 milhões) mais a manutenção de 20% do valor de uma venda futura. (2:28)

O Palmeiras aumentou sua participação nos direitos econômicos de Gabriel Menino no último mês de fevereiro.

Por meio de nota publicada em seu site oficial na tarde desta terça-feira, o Guarani, time de origem do jovem meio-campista, confirmou a negociação.

Na nota oficial, assinada por Ricardo Miguel Moisés, presidente do Conselho de Administração, o Guarani informa que, ao final do contrato de três anos elaborado em 2017, o Palmeiras poderia exercer a opção de compra de parte dos direitos econômicos de Gabriel Menino.

O Alviverde, então, decidiu comprar mais 10%, alcançando um total de 80% dos direitos econômicos de Gabriel Menino, enquanto os 20% restantes seguem em poder do Bugre.

A informação foi inicialmente publicada pelo UOL.

Em março, o time palestrino anunciou oficialmente a renovação de contrato do atleta até dezembro de 2024.

Gabriel Menino fez trajetória bem-sucedida nas categorias de base do Palmeiras e acabou promovido ao time principal nesta temporada.

Dono de uma posição de titular no time de Vanderlei Luxemburgo, o meio-campista já acumula 19 partidas disputadas.

Com Gabriel Menino, o Palmeiras treina para enfrentar o Bahia a partir das 19h (de Brasília) deste sábado, pela 6ª rodada do Campeonato Brasileiro, no Estádio Pituaçu.

O volante se reapresentou ao lado do elenco nesta terça-feira e iniciou a preparação na Academia de Futebol.