<
>

Champions League: Lewandowski briga por recorde de gols em uma edição

O Bayern de Munique terá uma missão enorme nesta sexta-feira na busca pelo sonho da tríplice coroa. São três jogos que separam o time bávaro do título da Champions League e também de um possível recorde de Robert Lewandowski.

O polonês é uma das principais peças da equipe bávara para o duelo desta sexta-feira, às 16h (de Brasília), contra o Barcelona pelas quartas de final. Seus gols são um trunfo para os alemães conseguirem a classificação no Estádio da Luz e também para seguir na busca de uma marca impressionante.

Com 13 gols, o camisa 9 deve terminar como artilheiro da competição, uma vez que entre os nomes que seguem na disputa do torneio quem mais se aproxima são Gabriel Jesus, Serge Gnabry, Memphis Depay, com seis gols cada. Erling Haaland ainda tem dez.

Vivendo sua temporada mais artilheira na carreira – são 53 bolas nas redes em 44 jogos -, Lewandowski já terminou como goleador da Bundesliga e da Copa da Alemanha. Assim, tem enorme chance de encerrar com a ‘tríplice coroa’ dos gols.

De quebra, ele ainda pode estabelecer o novo recorde de gols em uma Champions (incluindo o formato antigo), e mesmo disputando uma edição encurtada por conta do impacto da pandemia do coronavírus.

Atualmente, a marca pertence a Cristiano Ronado, que anotou 17 tentos em 2013-14, ocasião em que disputou 11 partidas. Lewandowski soma sete jogos no torneio em 2019-20, ou seja, só poderá chegar a um máximo de dez confrontos.

De momento, o polonês já figura na quinta colocação entre os artilheiros com maiores números de gols em uma única edição de Champions (confira os outros na lista abaixo). Ele ainda igualou o recorde de 13 gols até as oitavas, mesmo número alcançado por Ronaldo em 2013-14 e 2015-16.

Além disso, o jogador de 31 anos é o quarto maior artilheiro geral da história da competição com 66 gols, um a mais do que Karim Benzema. Ele está próximo de entrar no top 3, uma vez que Raúl marcou 71 vezes.

Confira os maiores artilheiros de uma edição de Champions League (incluindo o formato antigo):

Lionel Messi (2011-12) – 14 gols

Na campanha em que o Barcelona caiu nas semifinais para o Chelsea, o argentino esteve em campo em todos os minutos, menos na última rodada da fase de grupos contra o Bate Borisov - partida em que não atuou. O ponto alto foram os cinco gols na volta das oitavas de final contra o Bayer Leverkusen, mas ele já tinha conseguido um hat-trick diante do Viktoria Plzen.

Cristiano Ronaldo (2017-18) - 15 gols

Jogando todos os minutos daquela Champions - em que o Real Madrid foi campeão -, o português balançou as redes nas dez primeiras partidas (até a volta das quartas), mas não foi às redes nas semifinais e na decisão.

Cristiano Ronaldo (2015-16) - 16 gols

O português também estreou naquela edição - outra que foi vencida pelo Real - com um hat-trick, feito que repetiria na volta das quartas de final contra o Wolfsburg. O camisa 7, que atuou 12 vezes (perdeu um confronto por lesão), ainda conseguiu quatro gols em uma partida contra o Malmo.

Cristiano Ronaldo (2013-14) – 17 gols

Naquela edição, o português só não marcou em um jogo e ficou de fora de outros dois. Ele balançou as redes nos seus oito primeiros confrontos, sendo um hat-trick na estreia. Na reta final, marcou duas vezes na volta da semifinal contra o Bayern de Munique e também balançou a rede na vitória na prorrogação da decisão contra o Atlético de Madrid.