<
>

'Dome, seu desgraçado': quando novo técnico do Flamengo 'tirou' Rafinha de jogo da Champions

play
Rafinha revela como era trabalhar com Domènec Torrent, ex-auxiliar de Guardiola e novo técnico do Flamengo (0:50)

Lateral do Flamengo trabalhou com Torrent - e Guardiola - no Bayern de Munique (0:50)

Domènec Torrent foi anunciado como novo treinador do Flamengo. E quando assumir o elenco deixado por Jorge Jesus, vai reencontrar Rafinha, com quem trabalhou por três temporadas no Bayern de Munique e viveu uma história engraçada.

Os detalhes estão no livro "Pep Guardiola: A Evolução", traduzido pela editora Grande Área no Brasil.

Em meados de 2016, o Bayern se preparava para enfrentar a Juventus, em Munique, pelas oitavas de final da Champions League. Ainda na concentração, duas horas e meia antes da partida, como de costume, Pep Guardiola reuniu o elenco para a última palestra, aquela em que ele anunciaria os titulares.

E assim começou o discurso do técnico.

"Rapazes, hoje jogam: Manu (Neuer), Rafa, Kimmich, Benatia, David, Xabi (Alonso), Arturo (Vidal)...".

Com metade da escalação já dita, Guardiola acaba interrompido. É Domènec Torrent, que, no fundo da sala, questiona um nome no time titular.

"Perdão, Pep: Rafa?", indaga o auxiliar.

Foi quando Guardiola percebeu: o lateral direito não era Rafinha, mas sim Philipp Lahm, capitão do time e uma das peças mais importantes daquele time. Enquanto pedia desculpas aos jogadores, o brasileiro não aguentou e brincou com a situação.

"Dome, você é um desgraçado. Pep não tinha se dado conta e era minha oportunidade de jogar...".

O episódio causou muitos risos e amenizou a natural tensão antes de uma partida tão importante como aquela. Como de fato alertou Domènec, Rafinha não jogou e viu, do banco de reservas, a emocionante classificação do Bayern à semifinal daquela Champions.

A Juventus abriu 2 a 0 no primeiro tempo, gols de Pogba e Cuadrado. O Bayern diminuiu com Lewandowski e buscou o empate aos 44 minutos da etapa final, gol de Thomas Muller, levando a decisão para a prorrogação. No tempo extra, Thiago e Coman fecharam a conta.

O Bayern pararia na semifinal, graças à regra do gol fora marcado pelo Atlético de Madrid, em Munique. Foi a última temporada de Guardiola e Torrent na Alemanha. Rafinha permaneceu até 2019, quando decidiu voltar ao Brasil para jogar no Flamengo.

Agora, os dois vão se reencontrar no Rio de Janeiro. A história de 2016 mostra a relação positiva entre eles, que segue mesmo depois de um hiato na convivência diária. Rafinha fez muitos elogios a Torrent e disse recentemente, no Resenha ESPN, que o espanhol era quem dava os treinos no Bayern de Guardiola.

Torrent foi o escolhido pela diretoria rubro-negra pelas ideias apresentadas nos dois encontros com o vice de futebol Marcos Braz e o diretor Bruno Spindel. Também chamou atenção a disposição do espanhol em manter o trabalho de Jorge Jesus, campeão carioca, brasileiro e da Copa Libertadores em pouco mais de um ano de clube.