<
>

Flamengo: o que esperar de Domènec Torrent, segundo quem o conhece de perto

play
O que Guardiola viu em Domènec Torrent, agora no Flamengo? 'Capacidade praticamente cirúrgica de dissecar equipes' (1:09)

Alex Pareja, comentarista de MLS da ESPN Deportes, acompanha a carreira do espanhol desde seus tempos de Barcelona (1:09)

“Contratar Domènec Torrent é contratar um pedacinho muito importante da história dos melhores clubes da Europa da última década.” É assim que Alex Pareja, comentarista de MLS da ESPN Deportes, descreve a chegada do ex-auxiliar de Pep Guardiola ao Flamengo,

A pedido do ESPN.com.br, o analista avaliou Torrent, a quem ele acompanhou de perto desde os tempos de Barcelona ao trabalho mais recente no New York FC, nos Estados Unidos.

“Por que o Pep Guardiola o recrutou? O que viu no Domènec Torrent? Viu uma capacidade para analisar o futebol praticamente única. É estudioso, é um técnico com uma capacidade praticamente cirúrgica de dissecar sua equipe e dissecar o rival”, descreveu Pareja.

“E, sobretudo, tem uma característica que é muito importante: é capaz de detectar o que não funciona durante a partida e fazer esses pequenos ajustes, essas pequenas modificações que fazem que o nível de suas equipes cresça. Por isso o Pep Guardiola queria tê-lo do lado nas partidas, no banco de reservas, porque muitas vezes era Domènec Torrent que fazia pequenas sugestões que faziam seu chefe ver algo que não funcionava, e aí arrumavam”, segue.

Uma história que ganhou notoriedade da dupla foi a da transformação de Philipp Lahm de lateral a meio-campista no Bayern de Munique. A ideia partiu de Torrent, aceita por Guardiola.

Esquema tático

play
0:59

'Cruyffismo na dose certa': qual o esquema favorito e como jogam os times de Torrent, novo técnico do Flamengo?

Alex Pareja, comentarista de MLS da ESPN Deportes, acompanha a carreira do espanhol desde seus tempos de Barcelona

“Cruyffismo aplicado na dose certa” é como Pareja descreve as equipes de Torrent, citando a inspiração em comum com Guardiola nas ideias do holandês Johan Cruyff. Foram as mesmas palavras, por exemplo, usadas por Rafinha, que trabalhou com o agora técnico no Bayern.

“Parte com um esquema 4-3-3, mas não tem problema em adaptar seu módulo tático às características dos seus jogadores. No ano passado, por exemplo, no New York City FC, começou jogando com esse 4-3-3 característico, mas na sequência se deu conta de que seu elenco estava montado para jogar de outra maneira e acabou adotando um 3-4-1-2.”

Na MLS, por exemplo, com Torrent, o jovem James Sands foi de um volante defensivo para terceiro zagueiro e, na análise de Pareja, teve “crescimento muito importante” graças a isso.

Os bastidores

Além de sucesso em campo, Jorge Jesus também ofereceu ao Flamengo um personagem carismático. Ganhou a torcida e ainda boa parte da imprensa esportiva, com entrevistas sempre sinceras. Pareja conta o que esperar nesse lado de Torrent.

“É um técnico extremamente respeitoso com a imprensa, muito educado, respeitoso também com seus jogadores. Alguns podem pensar que ele é, talvez, um pouco à moda antiga, talvez não tenha o carisma de outros treinadores, mas é o seu jeito de trabalhar.”

play
1:09

Personalidade 'à moda antiga' e muito respeitoso: como é Domènec Torrent, técnico do Flamengo, nos bastidores

Alex Pareja, comentarista de MLS da ESPN Deportes, acompanha a carreira do espanhol desde seus tempos de Barcelona

Desvantagens

“A única desvantagem que se pode colocar no currículo de Domènec Torrent, já sabem, é sua pouca experiência como treinador principal. Ano passado, no New York City, fez a equipe jogar bem, independentemente dos módulos táticos que utilizou, o fez campeão da Conferência Leste, mas depois caiu nos playoffs diante do Toronto, por isso foi uma experiência agridoce.”

“Falou-se muito também da personalidade do Dome, o fato de que ele mesmo renunciou de seguir treinando o New York City FC porque queria buscar outros desafios, porque já havia saciado essa curiosidade de jogar na MLS e de se provar como técnico principal.”

E o Flamengo?

play
0:49

'Futebol no Brasil é muito diferente do que nos EUA': o que esperar de Torrent no Flamengo

Alex Pareja, comentarista de MLS da ESPN Deportes, acompanha a carreira do espanhol desde seus tempos de Barcelona

“Vamos ver o que acontece, vamos ver se ele se adapta também ao contexto. É muito diferente o futebol no Brasil do futebol nos Estados Unidos e do futebol na Europa. E isso pode ser um obstáculo também, a capacidade que tenha de se adaptar o Domènec Torrent. Qualidades, tanto psicológicas como futebolísticas, ele tem. Mas já sabem que quando se chega a um clube tão grande como o Flamengo, tudo pode acontecer.”

“No momento, o que posso dizer é que o Domènec Torrent é um treinador muito bom, com um conhecimento tático praticamente enciclopédico, mas que agora deve demonstrar sim a magia, a aura de Pep Guardiola ao seu lado em um lugar tão complicado como o Flamengo.”