<
>

Do Real Madrid a pequenos: casos de COVID-19 ameaçam fim da temporada na Espanha

O surto do coronavírus que afetou a equipe Fuenlabrada, e que ainda está no ar, se espalhou pelo futebol da Espanha e ameaça ser um problema insuperável durante esta reta final de temporada. Almería e Zaragoza, que devem disputar os play-offs de acesso à LaLiga, comunicaram a existência de um jogador contagiado no plantel e fizeram com que nenhuma data possa der estabelecida para os encontros.

Depois do retorno do esporte na primeira e na segunda divisão em meados de junho sem problemas - graças a um protocolo sanitário bem-sucedido, que permitiu a conclusão da temporada de LaLiga -, a bomba explodiu na última rodada da segunda divisão, fazendo uma trilha de casos positivos que também afetaram Real Madrid e Sevilla, que devem disputar competições europeias na primeira semana de agosto.

O Real Madrid anunciou o caso positivo de Mariano após testes realizados nos jogadores na semana seguinte ao título, não voltando aos treinamentos e sendo dúvida para a partida em Manchester contra o City no dia 7 de agosto, pela Champions League. E nesta quarta-feira (29), foi o Sevilla que relatou um contágio, sem revelar a identidade do jogador, um dia antes de reiniciar os treinos prévios à partida de Europa League contra a Roma.

Contudo, a preocupação está centrada na segunda divisão. O Almería, que deve enfrentar o Girona na semifinal dos play-offs e acesso, haveria detectado casos positivos nos testes de segunda-feira e conhecido-os nesta quarta-feira, da mesma maneira que o Zaragoza, que ainda não conhece seu adversário, esperando a resolução do caso do Fuenlabrada.