<
>

Ex-mulher de Dudu relata ameaças, e defesa monitora possível ida de atacante do Palmeiras ao Catar

A denúncia de agressão feita por Mallu Ohanna contra seu ex-marido, o atacante Dudu, do Palmeiras, vem tendo desdobramentos desde a última terça-feira.

No começo desta semana, a defesa da ex-esposa do jogador do monitora a possível ida do jogador ao Catar, enquanto ela relata estar recebendo ligações intimidatórias.

O estafe de Dudu vem negociando uma transferência para o Al-Duhail e, em breve, o clube do Catar deve formalizar uma proposta ao Verdão, que ainda não foi procurado oficialmente, mas está ciente das tratativas.

De acordo com Mallu Ohanna, a situação vem gerando consequências desagradáveis.

"Até ameaça estou recebendo pelo telefone. Estou recebendo muita crítica, falando que ele vai sair do Palmeiras por minha culpa, que vão perder um ídolo. Me ameaça, fala que vai me matar. Fala que vou perder tudo porque fiz isso, fala de dinheiro, de coisas financeiras", disse Mallu à CNN Brasil, na tarde desta segunda-feia.

As notícias sobre a possível transferência de Dudu para o Al-Duhail vêm sendo acompanhadas pelos advogados de Mallu.

A delegada responsável pelo caso, inclusive, já foi alertada pela defesa da ex-esposa que o Catar não tem acordo de extradição com o Brasil.

Dudu nega as acusações da ex-mulher e compareceu de maneira voluntária à delegacia na semana passada.

Ele perdeu a reapresentação do elenco na Academia de Futebol, realizada na última terça-feira, mas compareceu ao centro de treinamento no dia seguinte.

O Palmeiras, por sua vez, avisou que planeja aguardar as investigações em torno do caso e já se disse contra a violência.

Com contrato até o final de 2023, Dudu contabiliza um total de 70 gols em 305 partidas e é símbolo da retomada vivida pelo clube desde 2015.