<
>

Bundesliga: Bayern de Munique é avassalador pós-parada e pode quebrar tabu dos 100 gols

O Bayern de Munique já foi para a pausa forçada da Bundesliga por conta da pandemia do novo coronavírus embalado e líder. E conseguiu voltar ainda melhor, a ponto de emplacar duas goleadas absurdas em quatro partidas, bater o maior rival e agora sonhar com a derrubada de um tabu que já dura quase meio século.

É que com os sonoros 5 a 0 para cima do frágil Fortuna Dusseldorf, no sábado (30), o time bávaro chegou a 86 gols na disputa nacional de 2019/2020 e tem uma média de bolas nas redes depois da volta que lhe permite alcançar os 100 gols.

A marca não é só simbólica, tem um que de objetivo a mais mesmo, uma vez que só foi batida em uma oportunidade, há 48 anos.

Foi no Alemão de 1971/1972, quando o próprio Bayern de Munique sagrou-se campeão nacional (terceira vez em nove edições) com incríveis 101 gols em 34 duelos, segundo levantamento da ESPN. Uma média de 2,97 por encontro. Atacante daquele timaço, Gerd Müller foi o artilheiro com 40.

Na foto acima, em pé, da esquerda para direita, Krauthausen, Hoenes, Hansen, Roth, Müller, Schwarzenbeck, Beckenbauer e o técnico, Udo Lattek; agachados, da esquerda para a direita, Hoffmann, Zobel, Maier e Breitner.

As equipes que mais chegaram perto de igualar àquele esquadrão ou até bater esta marca foram o próprio Bayern de 1973/1974 e o Hamburgo de 1981/1982, ambas com 95 tentos, e, mais perto ainda, o Bayern de 2012/2013, que deu início à sequência atual do hepta, com 98.

Este último time chegou para a partida final com 94 gols, logo, precisava de mais seis para chegar aos 100 ou sete para igualar o recorde. Não deu! Venceu o Borussia Monchengladbach por 4 a 3 e ficou com o gostinho de quase.

Mas o Bayern de agora, de Neuer, Alaba, Goretzka, Gnabri, Coman e Lewandowski, artilheiro da liga com 29 gols, tem tudo para conseguir. Principalmente por conta do 'modo avassalador' de seu ataque no pós-parada.

Antes da pausa, a equipe de Munique havia feito 73 gols em 25 jogos (2,92 de média). Pós-pausa, são 13 gols em quatro encontros, com a média tendo subido para 3,25 - no campeonato todo, são 86 bolas nas redes (2,96 de média).

Faltam, então, 14 tentos para o time de Lewandowski comandado pelo técnico Hansi Flick chegar à marca dos 100 ou 15 para igualar o recorde de 48 anos atrás.

E se a média atual de 3,25 for mantida, vai dar, porque seriam mais 16 gols. O Bayern de Munique fecharia a Bundesliga 2019/2020, então, com 102 e entraria para a história não só pelo octacampeonato, mas pela artilharia inédita também. É esperar.

Mais gols em uma edição de Bundesliga
1 - Bayern de Munique, 1971/1972 - 101 gols
2 - Bayern de Munique, 2012/2013 - 98 gols
3 - Bayern de Munique, 1973/1974, e Hamburgo, 1981/1982 - 95 gols cada
4 - Bayern de Munique, 2013/2014 - 94 gols
5 - Bayern de Munique, 1972/1973 - 94 gols

A sequência insana do Bayern pós-parada
- Union Berlin 0 x 2 Bayern de Munique
- Bayern de Munique 5 x 2 Eintracht Frankfurt
- Borussia Dortmund 0 x 1 Bayern de Munique
- Bayern de Munique 5 x 0 Fortuna Dusseldorf

Bayern de Munique goleador na Bundesliga 2019/2020
Antes da pausa - 73 gols em 25 jogos - Média de 2,92 por jogo
Pós-pausa - 13 gols em 4 jogos - Média de 3,25 por jogo
No geral - 86 gols em 29 jogos - Média de 2,96 por jogo