<
>

Kobe Bryant: Polícia conclui que piloto de acidente que matou lenda não tinha drogas em seu sistema

play
'Vim dar tchau para vocês molengas que serão trocados'; ex-Lakers relembra aparição surpresa de Kobe Bryant (0:59)

Jeremy Lin contou história divertida do eterno astro da NBA (0:59)

O Departamento de Polícia de Los Angeles divulgou nesta sexta-feira o relatório da autópsia das nove vítimas da queda de helicóptero que matou Kobe Bryant e sua filha Gianna, no dia 26 de janeiro, na cidade de Calabasas, na Califórnia.

Após investigações, os médicos legistas da polícia informaram que o piloto Ara Zobayan (50 anos) não tinha nenhuma bebida alcoólica ou drogas em seu sistema.

Portanto, a conclusão é que a causa da morte dos nove ocupantes foi mesmo um acidente. Todos sofreram um "trauma abrupto" com a queda.

Os demais ocupantes do helicóptero, além de Kobe, Gianna e o piloto, foram: o técnico John Altobelli (56), sua esposa Keri Altobelli (46) e a filha Alyssa Altobelli (14 anos), a assistente-técnica Christina Mauser (38), além da jogadora Payton Chester (13) e sua mãe, Sarah Chester (45).

play
0:59

'Vim dar tchau para vocês molengas que serão trocados'; ex-Lakers relembra aparição surpresa de Kobe Bryant

Jeremy Lin contou história divertida do eterno astro da NBA

No dia do acidente, o helicóptero partia de Orange County a caminho de Thousand Oaks, onde Gianna e suas colegas disputariam uma partida de basquete na Academia Mamba Sports. O acidente na cidade de Calabasas, na Califórnia, aconteceu às 9h47 (horário local)

Autoridades federais seguem investigando o acidente.