<
>

Pai e filho estão confinados no estádio do Málaga, da segunda divisão espanhola

Andrés Perales tem 83 anos e, como a maioria da população da Espanha, está em confinamento devido à pandemia do novo coronavírus, mas seu caso é especial: ele tem como endereço residencial um estádio de futebol, La Rosaleda, onde joga o Málaga.

Em 1966, Perales começou a trabalhar no Club Deportivo Málaga, que acabou fechando as portas em 1992, após falir. Ex-time B do extinto clube, sucessor no coração dos antigos torcedores e também mandante de partidas no estádio, o atual Málaga Club de Fútbol (que se chamava Club Atlético Malagueño até 1994, quando mudou de nome em referendo) posteriormente o contratou.

Nos dois Málagas, ele trabalhou como motorista, jardineiro, porteiro, representante de campo, segurança e massagista. Com a esposa, Antonia, já falecida, fez de La Rosaleda seu lar, criou sete filhos e, nos dias de jogos, é o anfitrião de cerca de 20 mil torcedores.

Mesmo aposentado, Perales ainda mora no terreno do estádio com um dos filhos, Andrés Jr, que seguiu os passos do pai e trabalha para o Málaga. A casa deles fica um pouco atrás do portão de acesso de veículos credenciados.

"Estamos muito bem, imaginamos que ter tanto espaço é um ponto positivo. Temos sorte por poder cumprir o confinamento em um local privilegiado. Eu e minhas irmãs participamos da desinfecção do estádio, limpamos nossa casa em grande estilo", disse um bem-humorado Andrés Jr em entrevista ao canal oficial do Málaga.

O amor de Perales pelo Málaga - do antigo ao atual - pode ser demonstrado quando o antigo clube faliu e ele continuou morando em La Rosaleda, mas desempregado, como lembrou o filho.

"Foi uma época difícil, não tínhamos renda por causa da incerteza do que aconteceria com o clube. Ele trabalhava à noite em um táxi emprestado por um amigo, para que algum dinheiro entrasse na casa. Como taxista, ele também conseguia comprar diesel para abastecer as máquinas cortadoras de grama. Meu pai cortava e fazia a manutenção do gramado até a nova direção assumir. Graças a Deus, tudo mudou", contou Andrés Jr.