<
>

Neymar desabafa sobre como morte de Kobe o afetou: 'Nossas vidas tinham muito em comum'

play
Neymar faz cachorros de zagueiros e aplica dribles desconcertantes em 'brincadeira da bolinha' (0:31)

Via Instagram @neymarjr | Atacante do PSG se diverte em casa durante quarentena (0:31)

Neymar é a capa da atual edição da versão árabe da revista “Vogue”. O astro do PSG concedeu entrevista à publicação antes da pandemia de coronavírus e desabafou sobre como foi abalado pela morte de Kobe Bryant, em janeiro de 2020.

“Sua morte me afetou muito, porque nossas vidas tinham muito em comum”, disse o brasileiro. “Eu conheci Kobe pessoalmente quando ele veio a Paris... Quando você conhece a pessoa por trás do atleta, cria uma relação diferente, em com Kobe, foi muito especial.”

Neymar chegou a homenagear Kobe em campo depois da morte em um trágico acidente de helicóptero, que também vitimou a filha da lenda da NBA, Gianna, e outras sete pessoas.

Na ocasião, Neymar comemorou um gol do PSG com referência ao número 24, uma das camisas que Kobe eternizou no Los Angeles Lakers. “O esporte e a sociedade perderam um grande cara”, complementou o jogador à revista árabe.

Além de Kobe, Neymar também falou sobre a série de lesões que o atrapalharam nas últimas temporadas e admitiu que “realmente sofreu” com os problemas físicos.

“Não há nada pior para um atleta profissional do que lesões. Eu realmente sofri com lesões nessas últimas duas temporadas e tive momentos que me questionei. Metade do sucesso de um atleta está na mente. Se o mental está bom, o jogo flui mais naturalmente.”