<
>

'Prefiro que tirem salários dos jogadores do que de pedreiros', diz lateral espanhol

play
Sergio Aguero dá aula sobre como lavar as mãos e se prevenir do coronavírus (0:28)

Vídeo retirado do Instagram: @kunaguero (0:28)

Com a crise econômica ocasionada pelo coronavírus em diversos países do mundo, o lateral Juanfran Moreno, do Alanyaspor-TUR, defendeu que os jogadores de futebol não devem ter prioridade. Para ele, os profissionais da maior parte das outras áreas sofrerão mais com a paralisação de suas atividades.

“Se é preciso perder uma parte do contrato, faremos como todo mundo. O principal não é o dinheiro, é a saúde e acabar com este vírus. Vamos focar nisso, porque para jogar futebol sempre há tempo no futuro”, disse à Rádio Marca.

O espanhol de 31 anos defendeu que os jogadores devem fazer um “esforço” neste momento de incertezas. “Prefiro que tirem os salários dos jogadores do que os dos pedreiros, como meu primo e meu pai.”

Depois de muitas críticas de atletas pela demora, o Campeonato Turco finalmente anunciou sua paralisação na última quinta-feira, decisão celebrada por Moreno.

“Fecharam-se as fronteiras, os colégios, restaurantes, piscinas e ginásios assim que uns 20 infectados foram registrados. A liga fez o que era o correto. É preciso tentar tomar todas as precauções possíveis. Queríamos parar e a liga decidiu assim”, opinou ao jornal El Desmarque.