<
>

Cruzeiro: Adilson Batista esbraveja contra diretoria e anuncia demissão

O Cruzeiro demitiu o técnico Adilson Batista.

A derrota para o Coimbra, em duelo válido pelo Campeonato Mineiro, foi a gota d'água para a diretoria do clube, que decidiu desligar o treinador neste domingo (15).

Após o resultado negativo, Batista foi até a sala de imprensa do estádio Independência e anunciou a demissão em entrevista coletiva.

"Fui demitido pelo Carlos [Ferreira, que é gestor do futebol do clube mineiro]. Estarei na torcida, deixo claro que estou chateado pelos resultados recentes, que também temos culpa. Mas a gente precisa entender o processo. Tive a coragem de pedir pra que determinados jogadores saíssem, enfrentei.Ajudei nesse processo, com o clube numa bagunça, uma desordem. Atletas tomaram conta do clube, derrubaram o Mano, meu amigo, Abel, Rogério Ceni, tomaram conta do clube".

Contratado para comandar o enxuto elenco após o rebaixamento para a Série B do Brasileirão, Adilson também falou sobre a dificuldade de reestruturação do clube.

"Dei treino, durante alguns dias, com jogadores que eu não teria, até resolver esta situação, porque não tínhamos comando. Rezo pra que o clube tenha logo um presidente. Tá precisando urgentemente. Hoje tem 8 gestores. E os oito querem tomar conta do futebol".

Neste ano, Adilson comandou o elenco mineiro por 12 partidas, sendo que garantiu apenas quatro vitórias, quatro empates e quatro derrotas.