<
>

Espanhol vira peça-chave para Real Madrid bater recorde com contratação de Mbappé, diz jornal

O Real Madrid quer transformar Kylian Mbappé no jogador mais caro da história do futebol. Para isso, o clube espanhol precisa vender pelo menos uma de suas peças para ter dinheiro suficiente para uma proposta recorde. E o nome já foi escolhido.

O meia Isco deve deixar o Bernabéu para viabilizar a chegada de Mbappé, informou o jornal The Sun. O presidente Florentino Pérez, inclusive, já trabalharia nos bastidores para que a negociação acontecesse já nos primeiros momentos da reabertura do mercado, em 1º de julho.

O valor giraria na casa de 65 milhões de euros, pouco mais de R$ 300 milhões. O meia, inclusive, tem perdido espaço com o técnico Zinedine Zidane, com apenas 20 jogos disputados na temporada e dois gols marcados. Federico Valverde, por exemplo, entrou em campo em 27 partidas e tem dois gols e quatro assistências.

E qual seria o destino de Isco?

O Manchester City seria um dos interessados, mas o banimento da Champions League por duas temporadas brecaria qualquer negociação desse porte. Arsenal e Chelsea já demonstraram interesse no meia, e o próprio PSG poderia entrar na briga. Ele já esteve na mira de Tottenham e Liverpool, mas o interesse da dupla inglesa esfriou nos últimos tempos.

Hoje, a maior transferência da história tem Neymar como protagonista. Sua saída do Barcelona para o PSG movimentou 222 milhões de euros, R$ 812 milhões em valores da época, em agosto de 2017. De acordo com o site Transfermarkt, referência em mercado da bola, Mbappé custaria 200 milhões de euros, mais de R$ 930 milhões em valores atuais.