<
>

Entenda os critérios do ranking que põe cinco brasileiros acima do Real Madrid e Série A na frente de LaLiga

play
Gabigol estará com o Flamengo na reapresentação? Braz responde: 'Hoje é atleta da Inter; estamos tranquilos' (1:06)

Atual campeão brasileiro volta ao trabalho na próxima segunda-feira (1:06)

A IFFHS (Federação Internacional de História e Estatísticas do Futebol) divulgou, nesta semana, seus rankings anuais de clubes e campeonatos mais fortes do mundo. Nas listas, cinco equipes do Brasil apareceram à frente de times como o Real Madrid, e a Série A só perdeu para a Premier League.

Mas quais são os critérios que fizeram com que o Brasileirão superasse LaLiga, por exemplo, e valorizasse tanto os anos de Flamengo, Palmeiras, Atlético-MG, Grêmio e Internacional?

As posições são definidas com base na soma de pontos conseguidos por cada equipe em critérios estabelecidos pela IFFHS. Os números são ponderados de acordo com o nível de cada competição.

Vitórias na Uefa Champions League, Copa Libertadores, Supercopa da Uefa valem, por exemplo, 14 pontos. Já um triunfo Liga Europa ou na Copa Sul-Americana tem valor 12. O Mundial de Clubes é o torneio com maior peso, rendendo 21 pontos pela vitória na final e 14 nas fases anteriores.

Empates – incluindo jogos definidos nos pênaltis – também valem pontos, proporcionais ao valor da vitória em cada torneio, enquanto derrotas não alteram a pontuação.

Para competições nacionais, assim como copas, a federação estabelece níveis de torneios, com base justamente no seu ranking de campeonatos do ano anterior. As ligas mais fortes têm “peso 4”, com as vitórias mais valorizadas e há pontuações para jogos em níveis 3, 2 e 1.

Já o ranking de campeonatos mais fortes do mundo tem influência direto do de clubes. Quanto mais times de pontuação alta no ranking, melhor posicionada fica a liga na avaliação da IFFHS.

Em 2019, por exemplo, o Liverpool liderou o ranking mundial de clubes, e o Manchester City foi terceiro. A alta pontuação de ambos influenciou para que a Premier League ficasse no topo da lista de competições. Já o Brasileiro, segundo colocado, teve o Flamengo no quarto lugar entre os clubes, o Palmeiras em 12º, o Atlético-MG em 13º, o Grêmio em 15º e o Inter em 18º.

Todos esses brasileiros superaram, por exemplo, o Real Madrid, apenas 21º no ranking mundial de clubes e terceiro melhor espanhol da lista (o Valencia foi sexto), enfraquecendo LaLiga.

Entre os campeonatos, o top 10 do ranking da IFFHS foi, nesta ordem: Premier League, Brasileiro, LaLiga, Italiano, Colombiano, Português, Francês, Holandês, Argentino e Bundesliga.

Já entre os clubes, os dez primeiros foram: Liverpool, Barcelona, Manchester City, Flamengo, Celtic, Valencia, Ajax, Chelsea, PSG e Wolverhampton.