<
>

Em 2013, jogadores do Palmeiras foram agredidos após derrota para o Tigre

Palmeiras e Tigre se enfrentaram pela Libertadores de 2013 (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

Na última terça-feira, foram definidos os grupos da próxima edição da Copa Libertadores da América. E o Palmeiras encontrará um velho conhecido no Grupo B: o Tigre, da Argentina. Em 2013, o Verdão enfrentou os argentinos pela mesma fase da competição continental e foi derrotado no primeiro jogo, causando a revolta dos torcedores.

Em campo, o Alviverde e os Azuis do Norte duelaram no Estádio José Dellagiovanna, na Argentina. Jogando melhor que os brasileiros, o Tigre conseguiu marcar aos 48 minutos com Gabriel Peñalba e garantiu a vitória por 1 a 0. O resultado complicou a situação do Palmeiras na tabela e colocou em risco a classificação para o mata-mata.

No dia seguinte, o elenco do Verdão sofreu com a ira de torcedores no aeroporto de Buenos Aires. Os jogadores foram abordados por um grupo de aproximadamente 12 palmeirenses enquanto esperavam pelo voo de volta a São Paulo.

Os torcedores, membros da torcida organizada Mancha Alviverde, causaram uma confusão e passaram a cobrar os atletas, principalmente o chileno Valdivia e o meia Wesley. No meio do atrito, objetos foram atirados em direção aos jogadores, e o goleiro Fernando Prass, recém-chegado ao clube, foi atingido por uma xícara, causando um corte na cabeça.

“Assustou, né? Porque eu tinha pouco tempo de clube e uma situação daquelas assustaria qualquer um, porque fugiu totalmente do esporte. A gente sabe que é um clube de cobrança muito grande e que a torcida é exigente, mas ali a coisa passou do limite. Tive que ficar na Argentina ainda para prestar depoimento. Foi um cartão de visitas nada agradável. Agora, olho para trás e vejo tudo que aconteceu depois, mas foi um momento bem complicado”, declarou o arqueiro à Gazeta Esportiva no final do ano passado.

Posteriormente, o Palmeiras se recuperou no torneio continental e venceu a equipe argentina por 2 a 0 na capital paulista, com gols de Caio e Charles. Ao término da fase de grupos, o Verdão avançou como primeiro colocado da chave, mas foi eliminado pelo Tijuana, do México, nas oitavas de final.