<
>

Palmeiras: Mattos receberá mais um ano de salário, e clube gastará mais de R$ 3 milhões com multas

play
'Era Mattos' no Palmeiras termina com mais reprovados do que aprovados; Gian Oddi analisa nomes polêmicos (3:56)

Dirigente deixou o cargo após derrota para o Flamengo (3:56)

O Palmeiras vai gastar mais de R$ 3 milhões para ressarcir Mano Menezes e Alexandre Mattos pelas demissões de domingo, segundo Jorge Nicola, comentarista da ESPN, em seu blog no “Yahoo”.

O maior valor será pago em forma de multa para o ex-diretor de futebol. Seu contrato com o Palmeiras ia até dezembro de 2021 e previa o pagamento, em caso de demissão, da metade dos salários a que teria direito até o fim do vínculo. Ou seja, receberá o equivalente a um ano.

Como Mattos tinha vencimento na casa de R$ 200 mil, ganhará R$ 100 mil por mais 24 meses, ou os mesmos R$ 200 por mais uma temporada. No total, o Palmeiras gastará R$ 2,4 milhões.

Já a multa de Mano, que ficou por apenas dois meses no cargo, é bem menor. Seu contrato previa o pagamento de mais um salário em caso de demissão. Seu ganho era cerca de R$ 750 mil.

Assim, o Palmeiras passará da marca de R$ 3 milhões em multas, ainda precisando acertar tanto com Mattos, quanto com Mano a forma que os pagamentos serão feitos.

Para substituir os dois profissionais, o Palmeiras está no mercado. A prioridade para substituir Mano é o argentino Jorge Sampaoli, do Santos; enquanto, para diretor de futebol, o clube chegou a sondar a situação de Thiago Scuro, que preferiu, porém, seguir à frente do projeto do Red Bull Bragantino.