<
>

Final da Libertadores gerou impacto de 62 milhões de dólares na economia peruana

A final da Copa Libertadores, em que o Flamengo derrotou o River Plate por 2 a 1, gerou impacto econômico de mais de US$ 62 milhões (R$ 263,8 milhões) para a economia do Peru, segundo anunciou nesta terça-feira o Ministério do Comércio Exterior e Turismo do país.

De acordo com as autoridades locais, mais de 40 mil estrangeiros desembarcaram em Lima para acompanhar a decisão disputada no último sábado, sendo 54% provenientes do Brasil, 39% da Argentina, enquanto os demais vieram da Colômbia, do Chile, do México, dos Estados Unidos, entre outros.

As informações foram veiculadas em um relatório elaborado pelo Subministério do Turismo, através da Diretoria Geral de Pesquisa e Estudos sobre o Turismo e o Artesanato.

Sobre os meios de transporte utilizados para chegar em Lima, 80% dos turistas utilizaram o avião, ainda que muitos utilizaram a via terrestre e retornaram por via aérea.

Do Brasil, chegaram cerca de 20 voos fretados, enquanto da Argentina foram dez.

Ao todos, 83% dos que vieram de fora do país, entraram pelo Aeroporto Internacional Jorge Chávez, em Lima. A fronteira com o Chile foi utilizada por 11% dos estrangeiros, e a com o Brasil por 4%.

Um de cada cinco torcedores que acompanharam a final disseram que aproveitaram para fazer turismo em Lima e outras partes do país, passando por ruínas de Machu Picchu, em Cusco, e o balneário de Paracas, entre outras atrações.

Os flamenguistas permaneceram no Peru, em média, cinco noites, enquanto os seguidores do River em quatro.

Sobre o tipo de hospedagem em Lima, 25% dos visitantes ficaram em hotéis três estrelas, 21% em hostéis, 20% em moradias alugadas e apenas 9% em hotéis cinco ou quatro estrelas.

O gasto médio de cada turista que acompanhou a final foi de US$ 760 (R$ 3,2 mil), sem contar o que foi gasto com transporte para chegar na capital peruana.

De 20 a 24 de novembro, a ocupação dos estabecimentos de hospedagem de 5, 4 ou 3 estrelas em Lima foi superior a 93%, segundo apontou o relatório.