<
>

Espanha goleia por 5 a 0, mas pós-jogo tem clima depressivo: técnico chorando e coletiva cancelada

play
'Impossível' roubar a bola: bobinhos sofrem em brincadeira no treino da Espanha; veja (0:37)

Espanha está classificada para a Eurocopa de 2020 (0:37)

A Espanha havia acabado de golear a Romênia por 5 a 0, terminando uma excelente fase de classificação para a Eurocopa de 2020, mas, no interior do estádio Wanda Metropolitano, em Madri, não havia nenhum sorriso, nem qualquer alegria ou rastro de satisfação.

O presidente da RFEF (Real Federação Espanhola de Futebol), Luis Rubiales, evitou a imprensa, e, perseguido pelos jornalistas enquanto corria até o estacionamento, disse que na terça-feira haverá uma reunião na sede da Federação, e que depois falará em coletiva de imprensa.

Estava praticamente sacramentada a saída do atual técnico da seleção, Robert Moreno, que assumiu na vaga de Luis Enrique, depois que o ex-Barcelona pediu para deixar o cargo por problemas familiares, em junho deste ano.

A coletiva pós-jogo de Moreno foi cancelada pela RFEF, e, segundo apurou a ESPN, Moreno se despediu dos jogadores aos prantos no vestiário.

A tendência, segundo mostrou a reportagem mais cedo, é que Luis Enrique assuma o cargo novamente, comandando a Espanha na Eurocopa de 2020.

Robert Moreno deixou o Wanda Metropolitano em silêncio, deixando no ar, ao menos até terça-feira, várias dúvidas.

Teria ele conversando com Luis Enrique nas últimas semanas?

Rubiales conversou com Moreno antes de falar com Luis Enrique sobre uma possível volta?

Alguém falou algo com Moreno, até por respeito ao profissional?

Estas dúvidas só serão respondidas após a reunião de terça, no CT de Las Rozas, quando deve ser anunciada, de forma oficial, a demissão de Robert Moreno e o retorno de Luis Enrique.

Por fim, ainda não se sabe se Moreno topará voltar a ser auxiliar de Luis Enrique, de quem é amigo próximo, ou se preferirá seguir carreira solo, até pela decepção sobre como foi tratado pela RFEF.