<
>

Jorge Jesus no topo e Tiago Nunes no top 5: os salários dos técnicos mais bem pagos do Brasil

Líder absoluto do Campeonato Brasileiro, Jorge Jesus também encabeça a lista de técnicos mais bem pagos do país. Segundo levantamento de Jorge Nicola, comentarista dos canais ESPN, em seu blog no “Yahoo”, o técnico do Flamengo ganha R$ 1,5 milhão, R$ 600 mil a mais do que qualquer outro.

Os dois maiores vencimentos abaixo dos de Jesus, que tem vínculo com a equipe carioca até 2020, são de Jorge Sampaoli, do Santos, e Renato Gaúcho, do Grêmio, com R$ 900 mil cada. No caso de ambos, há bônus previstos em contrato em caso de títulos e classificação à Copa Libertadores.

O quarto mais bem pago é Mano Menezes, do Palmeiras, cujo salário é de R$ 750 mil por mês - ele ganha R$ 50 mil a menos do que seu antecessor, Luiz Felipe Scolari. Completa o top 5, Tiago Nunes, recém-chegado ao Corinthians, com R$ 600 mil, empatado com Abel Braga, do Cruzeiro.

Curiosamente, o ex-treinador do Athletico-PR tem custo inferior ao de Fábio Carille, demitido do Corinthians no último domingo, que recebia perto de R$ 900 mil – a comissão técnica completa que acompanhará Nunes na equipe paulista custará menos que isso aos cofres do clube.

Veja quanto ganham os técnicos mais bem pagos do Brasil:

Jorge Jesus (Flamengo): R$ 1,5 milhão por mês
Renato Gaúcho (Grêmio): R$ 900 mil
Jorge Sampaoli (Santos): R$ 900 mil
Mano Menezes (Palmeiras): R$ 750 mil
Tiago Nunes (Corinthians): R$ 600 mil
Abel Braga (Cruzeiro): R$ 600 mil
Luxemburgo (Vasco): R$ 300 mil
Roger Machado (Bahia): R$ 300 mil
Fernando Diniz (São Paulo): R$ 280 mil
10º Rogério Ceni (Fortaleza): R$ 250 mil
Vagner Mancini (Atlético-MG): R$ 250 mil
Zé Ricardo (Internacional): R$ 250 mil
13º Alberto Valentim (Botafogo): R$ 180 mil