<
>

Clube receberá R$ 2 milhões por ceder estádio, e governo peruano prevê mais de R$ 200 milhões em gastos de torcedores de Fla e River

play
Conheça o Estádio Monumental de Lima, casa de Flamengo x River Plate, a final da Libertadores (0:51)

Duelo em 23 de novembro definirá quem é o grande campeão da América (0:51)

A mudança da sede da final da Copa Libertadores de Santiago para Lima vai movimentar não apenas o mundo do futebol. O governo peruano já se prepara para receber os torcedores de Flamengo e River Plate e prevê grande transação de dinheiro durante os dias próximos a decisão.

Carlos Canales, presidente da Câmara Nacional de Turismo do país, acredita que a final vai gerar mais de $50 milhões (R$204 milhões). O executivo calculou que 25 mil turistas irão até Lima (são disponibilizados 12.500 ingressos para cada torcida).

Além disso, o gasto esperado é de $1,5 mil (mais de R$6 mil) por pessoa, em média, durante os três dias (22 a 24), contando hospedagem, transporte, entretenimento e alimentação.

"Nos Jogos Pan-Americanos, por exemplo, 40 mil turistas vieram. Para nós, é muito importante receber esse evento porque gera bastante expectativa. É muito bom que Lima seja a sede da final da Libertadores", comentou Canales ao site El Comercio.

O Universitário, clube que joga no Estádio Monumental, onde acontecerá a grande decisão, também vai receber uma quantia. O valor estimado é de $500 mil (pouco mais de R$2 milhões). O dinheiro ajudará o clube peruano a pagar as dívidas e planejar o ano de 2020.

A Conmebol já enviou uma equipe para avaliar o estádio e fazer as melhorias necessárias até o dia 23.