<
>

Jorge Jesus chegou ao Flamengo com ajuda de campeão da Libertadores pelo Grêmio

play
Nicola sobre o Flamengo: 'Não lembro de um time brasileiro que tenha apresentado este nível recentemente' (1:19)

Comentarista dos canais ESPN falou sobre atual momento do Rubro-Negro (1:19)

Sensação do futebol brasileiro, o técnico Jorge Jesus chegou ao Flamengo com a participação de um ex-jogador do Grêmio, adversário do time carioca na segunda partida da semifinal da Copa Libertadores, nesta quarta-feira.

O empresário Jorge Baidek, zagueiro da equipe gaúcha campeã da competição continental e do Mundial de 1983, sabia que o português desejava trabalhar no Brasil e o ajudou.

"Depois de ter tido sucesso no Belenenses-POR por quase cinco anos, meu contrato terminou e fui convidado pelo Jorge Jesus para ajudá-lo como zagueiro no Amora-POR, em 1991. Ele fez um grande trabalho e nós conseguimos subir de divisão. Eu fui o primeiro brasileiro a trabalhar com ele. De uns anos para cá, ele me dizia que queria um dia trabalhar no Brasil. Isso ficou na minha mente", disse, à ESPN.

Conversa com Fla

"Depois que ele saiu do clube da Arábia, nós nos encontramos no meu escritório em Lisboa. Ele me falou que estava vendo outras possibilidades da Europa ou do 'mundo árabe', mas se surgisse uma oportunidade de trabalhar em um grande clube no Brasil ele poderia aceitar."

"Neste momento, fui ao Brasil e, sabendo do problemas de saúde do Abel Braga, liguei ao Paulo Pelaipe, que estava com o Marcos Braz. Falei de um treinador que tinha muita vontade de trabalhar no Brasil e que estava disponível. Sugeri o nome do Jorge Jesus para eles, que gostaram muito. Nós falamos sobre a maneira de ele trabalhar."

"Eles falaram que estavam aguardando o retorno do Abel. Depois, como os resultados não eram os esperados pela diretoria do Flamengo, começaram a conversar."

"Um dia, eu estava almoçando com o Jesus e meu filho em Lisboa. E dois clubes brasileiros, que não vou falar o nome, queriam sua contratação. Eu disse que o time certo era o Flamengo pelo potencial que tinha de jogadores e por ser um clube financeiramente equilibrado. A situação demorou um pouco, e o Jesus foi ver um jogo do Atlético-MG pela Libertadores. Eu disse: ‘Calma, que mais cedo ou mais tarde o Flamengo pode te dar uma oportunidade’. E foi o que aconteceu."

"A direção do Flamengo entrou em contato com ele alguns dias depois. O Flamengo sabendo dessa vontade, a direção deu seguimento e foi à Europa para concretizar a negociação."

Morar no CT

"Ele é uma excelente pessoa. Quando o Flamengo o contratou, eu disse que, se possível, tinha que colocá-lo em um apartamento no CT porque ele vive o futebol como poucos. Ele é obcecado pelo trabalho diário e também em analisar os adversários, junto com sua equipe técnica e pessoas de sua confiança. Ele aproveitou a Copa América para começar a implementar suas ideias."

"O sistema do Flamengo funciona e causa admiração de todos que gostam do futebol. Ele chama atenção na hora do jogador quando vê algo errado, não deixa passar nada. Se ele pode cobrar, é na hora. Os jogadores gostam de trabalhar com ele por isso."

Primeiros contatos com Jesus

"Quando comecei a trabalhar com ele, vi que seria um grande treinador porque tinha muita capacidade e sempre foi exigente. Ele vive o futebol de maneira muito diferente. Ele era fã do Barcelona do Cruyff e falava muito do sistema defensivo do Milan do Arrigo Sacchi, que tinha Baresi, Costacurta e Maldini. Ele fez até um estágio na Itália depois."

"Ele exigia para não falharmos nem nos recreativos, aos sábados, para o sistema funcionar. Ele já usava esse mesmo sistema que utiliza até hoje. Nunca mais o jogador que trabalha com Jorge Jesus vai esquecer esse sistema porque isso fica automático. Ele trabalha muito isso no dia a dia. Ele gosta dos blocos muito próximos e de fazer variações táticas durante os jogos. "

Amigo de Renato e Jesus

Baidek, que foi campeão de torneios como a Libertadores, o Mundial de Clubes e o Campeonato Gaúcho com Renato Gaúcho, mantém amizade - de mais de 35 anos - com o treinador gremista e também com Jesus.

"Qualquer clube do mundo gostaria de contar com os dois treinadores, que fazem trabalhos brilhantes. Será um jogo muito equilibrado porque o Flamengo foi melhor no primeiro tempo, mas o Grêmio reagiu muito bem. Os dois técnicos estão em grande momento em suas carreiras."

Jogos do Fla passam em Portugal

"Hoje, o canal 11 de Portugal passa os jogos do Flamengo no Maracanã. Eu participo para falar do futebol brasileiro e o trabalho do Jorge Jesus, que faz muito sucesso no Brasil."