<
>

Perguntado sobre estilo de CR7 e Ibra, Messi se reserva: 'Não gosto de falar de mim, prefiro falar do coletivo'

Eleito pela sexta vez o melhor jogador do mundo pela Fifa, Lionel Messi, do Barcelona, deu uma entrevista ao jornal espanhol Marca abordando vários assuntos de sua carreira.

Questionado sobre o estilo de outros craques como Cristiano Ronaldo e Zlatan Ibrahimovic, o craque argentino preferiu não emitir uma opinião a respeito dos colegas de profissão.

"Prefiro que as pessoas falem de mim. Sei o que sou, o que fiz e o que posso dar, mas guardo para mim. As pessoas podem dar sua opinião. Não gosto de falar de mim, gosto de falar do coletivo", disse.

O argentino também comentou sobre as lesões que sofreu ao longo da temporada.

"É difícil porque sua mente está bem. Você pensa que tem 25 anos e que pode continuar fazendo as mesmas coisas [como antes]. Mas o corpo governa e há circunstâncias em que você precisa ter mais cuidado do que antes. A adaptação ao corpo requer um processo e preparação diferente para treinamentos e partidas".

O camisa 10 do Barcelona não coloca planos para aposentadoria.

"Você percebe a si mesmo por quanto tempo pode continuar [jogando]. Eu vou descobrir com o tempo. Serei o primeiro a dizer: 'Cheguei até aqui e não posso mais fazer isso' ou que me sinto bem em continuar. Ao longo dos anos, vou descobrir isso", confessou.