<
>

No México, entrada criminosa em América x Chivas deixa buraco na perna de Giovani dos Santos e causa confusão

O grande clássico mexicano entre América e Chivas Guadalajara, no último sábado, no Estádio Azteca, pelo campeonato local, foi dos mais quentes dos últimos tempos.

Tudo por causa de uma entrada criminosa do zagueiro Antonio Briseño (do time visitante) no atacante Giovani dos Santos aos 37 minutos da etapa inicial.

Em uma disputa de bola, o defensor foi com a trava da chuteira na perna direita do ex-jogador de Barcelona, Tottenham e Villarreal e abriu um buraco impressionante na região da coxa.

Giovani dos Santos deixou o campo de maca com os jogadores em campo assustados.

O árbitro Fernando Guerrero Ramirez, por sinal, mostrou por duas vezes o vermelho a Antonio Briseño.

O forte lance causou a expulsão de Briseño e desencadeou uma confusão monstruosa, com o goleiro Guillermo Ochoa deixando sua meta para tirar satisfação com o jogador do Chivas.

Ochoa, por acaso, foi acusado de cuspir em Briseño - como sugere a imagem acima -, mas o veterano jogador negou: "Assim é, nunca cuspi".

O duelo acabou América 4x1 Chivas Guadalajara pela 12ª rodada do Apertura da Liga MX, e o time da capital mexicana subiu para o terceiro lugar.