<
>

Técnico do Manchester United faz apelo contra mensagens de ódio nas redes sociais

Depois do pênalti perdido no empate entre Manchester United e Wolverhampton, Paul Pogba foi vítima de diversos ataques racistas nas redes sociais. Para o técnico Ole Gunnar Solskjaer, o francês não vai ser afetado pelo caso, mas algo precisa ser feito com relação às redes sociais.

“Eu não consigo acreditar que em 2019 ainda estamos aqui falando sobre essas coisas. As redes sociais são lugares onde as pessoas se escondem atrás de identidades falsas. Não cabe a mim mudar isso, mas existem muitos Solskjaers no Twitter que eu sei que não sou eu e temos que fazer algo”, disse.

“As autoridades precisam fazer algo sobre isso. Você sente pena deles (dos preconceituosos), eles devem ter problemas”, falou, garantindo ainda que Pogba tem uma personalidade forte e está bem.

Antes do treinador, os jogadores do Manchester United já haviam saído em defesa do jogador e do combate ao preconceito.

Quando perguntado se pretendia tomar alguma atitude contra aqueles que usam seu nome e imagem no Twitter, o treinador ressaltou a gravidade da situação vista nas redes sociais, mas também garantiu que não vai pedir para os jogadores evitarem o ambiente online.

“O que podemos fazer isso como Manchester United? Não vamos banir nossos jogadores das redes sociais. Temos que espalhar as boas palavras, podemos usar isso para espalhar o bem e temos que parar com esses incidentes”, disse.