<
>

Balotelli: jornal detalha investida de rival do Flamengo com bônus para engordar salário, lobby da família e seleção

Depois de um novo encontro com o empresário Mino Raiola, o Flamengo anunciou que encerrou negociações por Mario Balotelli. Antes disso, o principal jornal esportivo italiano, a “Gazzetta dello Sport” detalhou os bastidores da investida do Brescia, o maior rival rubro-negro no negócio.

A publicação afirma que a possibilidade de contar com o atacante gerou forte comoção em Bréscia, comuna onde o jogador passou a infância e iniciou a carreira. Ele, inclusive, foi filmado por um torcedor da região e respondeu com um sorriso sobre a chance de se transferir para o time italiano.

O Brescia é também o destino favorito da família de Balotelli, que apoia a transferência. O atacante, por sua vez, segundo o jornal, também está “balançado” com a possibilidade, apesar de a proposta do Flamengo ser mais vantajosa financeiramente.

A preferência pela Itália tem a ver também com a seleção do país. O técnico Roberto Mancini indicou que disputar o Campeonato Italiano pode fazer o jogador voltar a ser convocado, algo que seria mais difícil, na avaliação dele, fora do futebol europeu.

Em relação às cifras, o Brescia ofereceria, nas informações da Gazzetta, 1,5 milhões de euros (R$ 6,6 milhões aproximadamente) líquidos por temporada, mas bônus que engordam esse salário. Os gatilhos vão desde evitar o rebaixamento da equipe, levar à Liga Europa ou retornar à seleção.

Na quarta, o jornalista Gianluca Di Marzio, da emissora italiana “Sky Sports”, o primeiro a noticiar o interesse do Flamengo em Balotelli, deu como certo o acerto com o Brescia, algo que mais tarde o próprio clube negou, dizendo que as informações, inclusive, atrapalhavam a negociação.

O Flamengo, por sua vez, esteve representado na Europa pelo vice de futebol Marcos Braz, o diretor executivo Bruno Spindel e o advogado Marcos Motta.