<
>

Rogério Ceni deixa o Fortaleza e será o novo técnico do Cruzeiro

Rogério Ceni será o novo técnico do Cruzeiro. E o anúncio não foi feito pelo clube mineiro, mas sim pelo Fortaleza por meio de postagens em suas redes sociais no fim da manhã deste domingo (11).

"O Fortaleza ainda informa que Rogério aceitou o convite feito pelo Cruzeiro Esporte Clube e que será ressarcido através de multa contratual.", disse o time cearense em seu Twitter.

Só pouco mais de uma hora após a manifestação da agremiação nordestina, perto das 13h, foi, enfim, a vez de o Cruzeiro confirmar o acerto com o ex-goleiro.

"O presidente do Cruzeiro, Wagner Pires de Sá, que está acompanhando a delegação cinco estrelas em Florianópolis, confirma oficialmente a contratação do técnico Rogério Ceni. O ex-treinador do Fortaleza chega a Belo Horizonte na tarde de segunda-feira, em horário a ser confirmado, e assinará contrato até dezembro de 2020", diz parte da nota celeste.

A mesma também informou que a "comissão técnica do Cruzeiro contará também com os assistentes técnicos Charles Alexandre Patrice Francis Hembert e Nelson Simões Júnior e pelo preparador físico Danilo Augusto da Silva."

O ex-atleta deixou o Fortaleza, com o qual tinha contrato até o fim deste ano, e chegará para assumir o lugar deixado por Mano Menezes na noite da última quarta-feira (7), após derrota para o Internacional por 1 a 0 no Mineirão pela ida da semifinal da Copa do Brasil.

Ceni, de 46 anos, assinará contrato com o clube mineiro até o fim de 2020.

E a duração do vínculo tem dois motivos: foi uma exigência do ex-atleta desde o primeiro contato e também é quando acabará o mandato do presidente celeste, Wagner Pires de Sá.

3 títulos no Fortaleza

No Fortaleza, Ceni conquistou durante pouco mais de um ano e meio o acesso para a Série A e também o título da Série B em 2018 e ainda faturou o Cearense e a Copa do Nordeste de 2019.

Já no Campeonato Brasileiro atual, ele deixa o time nordestino na 14ª posição, com 14 pontos, após comandá-lo em 13 rodadas.

Diante do CSA na noite desta segunda-feira (12), no duelo que encerrará a 14ª rodada, a equipe tricolor será comandada pelo técnico da equipe sub-20, Marconne Montenegro.

"Zé Ricardo, ex-Flamengo, ex-Vasco e ex-Botafogo, é o nome que interessa ao Fortaleza para substituir Rogério Ceni. O treinador já foi procurado, ouviu proposta e o clube espera a resposta", informou em seu Twitter Mauro Cezar Pereira, jornalista da ESPN.

View this post on Instagram

O Fortaleza Esporte Clube comunica oficialmente a saída do Treinador Rogério Ceni. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ O clube, através de seu corpo diretivo, jogadores, funcionários e principalmente o torcedor, agradece todo o trabalho desenvolvido, é muito grato pelas conquistas e a certeza de que o legado de Rogério Ceni permanecerá. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Fortaleza ainda informa que Rogério aceitou o convite feito pelo Cruzeiro Esporte Clube e que será ressarcido através de multa contratual. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Rogério comandou o último treino do Fortaleza na manhã deste domingo (11) e para o jogo contra o CSA, o time será comandado pelo Treinador do Sub-20, Marconne Montenegro.

A post shared by Fortaleza Esporte Clube ⭐️ (@fortalezaec) on

São Paulo, Fortaleza e, agora, Cruzeiro

Rogério Ceni é ídolo do São Paulo, o qual defendeu por toda a sua carreira, de 1990 a 2015, e colecionou inúmeros títulos, entre eles três Brasileiros seguidos, uma Libertadores e um Mundial de Clubes.

Após se aposentar, tirou 2016 como uma espécie de ano sabático. No fim daquele mesmo ano, foi anunciado como técnico do São Paulo para 2017, mas acabou demitido em 3 de julho, um dia após a derrota por 2 a 0 para o Flamengo pelo Brasileiro - foram 37 jogos, com 14 vitórias, 13 empates e dez derrotas.

No fim de 2017, aceitou o convite para assumir o Fortaleza. Já no Cearense de 2018, chegou à final contra o rival Ceará, mas ficou com o vice. Depois, trilhou os sucessos listados acima.

Agora, terá que tentar reerguer o Cruzeiro no Brasileiro, no qual o time está na zona de rebaixamento, na 17ª posição, com 10 pontos. Na Copa do Brasil, a missão é reverter a derrota em casa na ida para o Internacional, por 1 a 0, pela semifinal.