<
>

Palmeiras vence Godoy Cruz, vai às quartas da Libertadores e espera o vencedor de Libertad x Grêmio

play
Gian diz que apesar de resultado positivo, Palmeiras não jogou bem até a hora do primeiro gol (3:27)

Para comentarista, pênalti, mal marcado, encaminhou a vitória do clube paulista na Libertadores (3:27)

O Palmeiras fez o dever de casa arrasou o Godoy Cruz por 4 a 0, nesta terça-feira, no Allianz Parque, e avançou às quartas de final da Libertadores sem grandes sustos.

Depois de um primeiro tempo insosso, o Verdão deslanchou na segunda etapa.

Raphael Veiga, cobrando um polêmico pênalti marcado através do VAR, Miguel Borja, Gustavo Scarpa e Dudu anotaram para os paulistas.

Os argentinos ainda terminaram a partida com um atleta a menos, depois que Manzur foi expulso por um violento carrinho em Dudu.

O resultado espanta a má fase da equipe comandada por Luiz Felipe Scolari, que vinha de cinco partidas seguidas sem vencer, com a eliminação na Copa do Brasil e a perda da liderança do Brasileirão neste meio tempo.

E a torcida, que vinha protestando, parece ter mudado de humor, já que o duelo no Allianz Parque terminou com muitos aplausos e gritos de "olé" a cada toque na bola dos alviverdes.

Nas quartas de final, o Palmeiras encara quem passar do confronto entre Grêmio e Libertad-PAR, que se enfrentam na próxima quinta-feira.

Os gaúchos ganharam a ida por 2 a 0, em Porto Alegre, e dependem de apenas um empate no Paraguai para avançarem.

O JOGO

A partida começou bastante picada no Allianz Parque, com o árbitro uruguaio Esteban Ostojich paralisando o jogo a cada contato físico.

Só aos 11 minutos foi criada a primeira chance: Dudu cobrou escanteio e Borja cabeceou com perigo por cima do travessão de Mehring.

O lance animou o Palmeiras, que foi para cima e no lance seguinte quase abriu o placar: Willian cruzou para Marcos Rocha, que apareceu de surpresa na área e testou com muito perigo, perto da trave argentina.

Depois disso, porém, o Godoy Cruz se trancou no campo de defesa e fechou os espaços com muita intensidade, deixando o duelo monótono no Allianz Parque.

E sem mais lances de destaque, o jogo foi para o intervalo com 0 a 0 no placar e muita inquietude nas arquibancadas com mais uma atuação ruim do Verdão.

Na segunda etapa, o Palmeiras voltou tentando resolver a parada rapidamente e gerou sua melhor oportunidade na partida aos 3 minutos: Willian fez boa jogada pela direita e cruzou para Gustavo Gómez, que cabeceou forte, mas em cima do goleiro argentino, que conseguiu defender.

Pouco depois, veio o momento decisivo: o zagueiro Varela colocou a mão na bola na área, mas o jogo seguiu. O árbitro, porém, acabou analisando o lance no VAR e marcou pênalti para o Alviverde.

Após muita discussão e reclamação dos atletas do Godoy Cruz, Raphael Veiga soltou uma bomba e estufou as redes no Allianz Parque!

Foi o 5º gol do meio-campista nesta temporada, e o 1º na Libertadores.

Depois disso, Felipão aproveitou para fazer mudanças na equipe. Tirou o próprio Veiga, que sentiu dores, e colocou Gustavo Scarpa. Na sequência, sacou Willian, muito cansado, e pôs Hyoran.

Dos 25 minutos em diante, o clube argentino claramente cansou, e o Verdão passou a gerar uma série de boas chances, principalmente em cruzamentos na área. Enquanto isso, o arqueiro Mehring trabalhava bem para salvar sua equipe.

O goleiro, porém, foi muito mal aos 28, quando saiu errado ao tentar cortar um chutão de Weverton e entregou de graça para Borja, que só empurrou para as redes e fez o Allianz Parque explodir de alegria.

2º gol seguido do colombiano na Libertadores, já que ele também havia marcado no jogo de ida.

Aos 35, Gustavo Scarpa ainda teve a chance de ampliar ainda mais a conta, mas seu forte chute de perna esquerda explodiu na trave dos gringos.

Mas o camisa 14 não bobeou em sua próxima chance: depois de cruzamento rasteiro de Dudu, ele apareceu livre na área e cutucou para o fundo das redes.

Ainda houve tempo para Manzur, do Godoy Cruz, ser expulso com um cartão vermelho direto após dar um violento carrinho em Dudu.

E Dudu se vingou: no último lance da partida, ele recebeu livre na área e encheu o pé para fazer 4 a 0 e fechar a conta na noite alviverde.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 4 x 0 GODOY CRUZ

Local: Allianz Parque, em São Paulo-SP
Data: 30 de julho de 2019, terça-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Público: 35.666 pagantes
Renda: R$ 2.515.490,05
Árbitro: Esteban Ostojich (URU)
Assistentes: Richard Trinidad e Gabriel Popovits (ambos URU)
VAR: Gery Vargas (BOL)
Auxiliares VAR: Eduardo Gamboa (BOL) e Nicolás Taran (CHI)
Cartões amarelos: Bruno Henrique (PAL); Merentiel, Varela e Cardona (GOD)
Cartão vermelho: Manzur (GOD)

GOLS
PALMEIRAS: Raphael Veiga, aos 12, e Borja, aos 28, e Gustavo Scarpa, aos 39, e Dudu, aos 49 minutos do segundo tempo

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Luan e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique e Raphael Veiga (Gustavo Scarpa); Dudu, Willian (Hyoran) e Borja (Deyverson) Técnico: Luiz Felipe Scolari

GODOY CRUZ: Mehring; Breitenbruch, Varela, Cardona e Arena (Prieto); Gutiérrez, Andrada e Bullaude; Brunetta (Manzur), Merentiel e Santiago García Técnico: Lucas Bernardi