<
>

Liberado pelo São Paulo, Nenê trabalha no CT da Barra Funda

play
Antony deve ser o centro da reconstrução do São Paulo? 'Isso não pode passar na cabeça de ninguém', afirma Mario Marra (1:52)

Comentarista compara promessa tricolor com Neymar quando surgiu no Santos: 'ninguém precisa carregar o peso de pensar 'o time precisa de mim'' (1:52)

Após os nove dias de folga dados ao elenco do São Paulo, Nenê não se reapresentou com o restante dos jogadores para definir seu futuro, entretanto, mesmo afastado, segue trabalhando no CT da Barra Funda enquanto o grupo comandado por Cuca faz intertemporada no CFA Laudo Natel, em Cotia, região metropolitana da capital paulista.

Tido como um dos jogadores mais criticados pela torcida, Nenê foi liberado pela diretoria do São Paulo para negociar com clubes que se interessam pelo seu futebol. Nesta temporada, o camisa 10 já teve seu nome vinculado ao Fortaleza, Fluminense e Goiás, mas nenhuma das tratativas avançou por questões financeiras.

Nesta semana, o diretor de futebol do São Paulo, Raí, revelou que Nenê também conta com propostas de fora do país e que o atleta está analisando todas as opções. Antes da pausa para a Copa América, o camisa 10 vinha sendo acionado pelo técnico Cuca no segundo tempo com certa frequência.

Com vínculo válido somente até o final do ano, Nenê pode assinar um pré-contrato com qualquer outro time a partir do dia 1 de julho. Aos 37 anos, o jogador é o principal garçom do São Paulo, com cinco assistências, apesar de não ser titular da equipe.

No ano passado, foi vice-artilheiro, marcando 12 gols, ficando atrás apenas de Diego Souza, que balançou as redes 16 vezes.