<
>

Kayke já ofuscou astros da Premier League na base e foi cobiçado: 'Recebi uma sondagem do Manchester United'

play
Rafinha no Flamengo, Renato Gaúcho em 'eu avisei' e muito mais: SC Digital traz os destaques do dia (1:39)

Fernando Nardini também te deixa por dentro da programação dos canais ESPN (1:39)

Hoje vice-artilheiro do Campeonato Brasileiro com quatro gols marcados, Kayke, do Goiás, era considerado desde garoto uma grande promessa da base do Flamengo, clube no qual ficou por quase 13 anos.

Antes mesmo de se profissionalizar, ele viveu um dos momentos mais especiais da carreira.

Pela equipe rubro-negra, ele brilhou na Champions Youth Cup, uma competição sub-20 realizada na Malásia, em agosto de 2007, que contava com Milan, Ajax, Arsenal, Boca Juniors, Chelsea, Barcelona, Bayern, Porto, Internazionale, Juventus, Manchester United, Paris Saint Germain e PSV.

Kayke ofuscou jogadores que anos depois iriam virar astros de grandes clubes da Europa e se destacarem na Premier League. Ele foi um dos goleadores da competição e ajudou o Flamengo a chegar na terceira posição.

"A base foi importante no meu começo. Era muita expectativa que criaram em cima de mim porque fiz muitos gols. Creio que uns 200 pelo menos. Devo ser um dos maiores artilheiros da história da base do Flamengo. Eu fui artilheiro de várias competições e sempre me destacava", disse, ao ESPN.com.br.

Na estreia, o Flamengo empatou com o Milan por 1 a 1. Na partida seguinte, Kayke balançou as redes duas vezes na vitória por 2 a 1 sobre o Arsenal, que tinha o meia Wilshere em seu elenco. Contra o Ajax, fechando a fase de grupos, o brasileiro fez o único gol do triunfo por 1 a 0.

Nas quartas de final, o time rubro-negro passou pelo PSV por 1 a 0 e só caiu na semifinal para o Manchester United por 2 a 1. Kayke fez o gol de honra dos brasileiros contra os Red Devils, que contavam com o meia Danny Drinkwater, campeão da Premier League pelo Leicester e que hoje defende o Chelsea. O United foi o campeão depois de derrotar a Juventus na final.

Na decisão do terceiro lugar, o Flamengo passou pelo Milan por 3 a 1, com o atacante deixando sua marca outra vez. No time rossonero estavam jogadores que depois ficaram bastante conhecidos, como o zagueiro Matteo Darmian, hoje no Manchester United, e o atacante Pierre-Emerick Aubameyang, artilheiro do último Campeonato Inglês pelo Arsenal.

"O Auba e eu brigamos pela artilharia até o fim do torneio. Naquela época lembro que recebi uma oferta de um time holandês chamado Twente. Eu tinha um destaque muito grande na base. Eu tive sondagem do Manchester United em um hotel na Malásia mesmo. Um diretor falou comigo e com o [meia] Vander. Queria ver com a gente, mas a diretoria do Flamengo deu uma blindada", afirmou.

Ao retornar ao Brasil, Kayke foi efetivado ao time principal do Flamengo, mas não teve muitas chances de mostrar seu potencial.

"Eu não falava inglês naquela época. A gente ficou sabendo por causa daquele 'bafafá' de concentração. Voltando ao Brasil, fiquei sabendo de uma conversa [do United] com os meus agentes, mas não evoluiu. Se eu tivesse tido uma sequência maior no profissional naquele primeiro instante as coisas poderiam ter acontecido. Mas as coisas aconteceram de uma forma diferente. Não lamento porque Deus fez com que passasse por outros clubes e aprendesse muito também", contou.

O atacante rodou por vários clubes como Vila Nova, Häcken, Tromsø Idrettslag, Aalbor, Paraná, Nacional, Atlético Goianiense e ABC antes de voltar ao Flamengo. Depois, passou por Yokohama Marinos, Santos, Bahia e Fluminense antes de chegar neste ano ao Goiás.

"Não tinha ainda preparo suficiente para assumir uma responsabilidade tão grande no Flamengo naquela época", finalizou o jogador de 31 anos.