<
>

Fim da 'Arena Palmeiras'? Projeto quer obrigar empresas de comunicação a chamarem estádio por 'naming rights'

Um projeto na Assembleia Legislativa de São Paulo quer obrigar empresas de comunicação a chamarem estádios de futebol pelos “naming rigths”.

A proposta do deputado Rafa Zambaldi (PSB) ainda tornaria obrigatório que times de todas modalidades que tenham o patrocinador no nome, algo muito comum no vôlei e no basquete, também sejam chamados dessa forma.

Para justificar seu projeto, Zambaldi alega a falta de investimento público no esporte e o efeito negativo que ocultar os "naming rights" causa no mercado esportivo.

“Ao esconder os naming rights, a mídia desestimula outras empresas privadas a investir. Sem os investimentos das grandes empresas privadas, as arenas passam a ficar em dificuldades, os clubes esportivos se enfraquecem, prejudicando torcedores, clubes e atletas", explicou o deputado.

No futebol, a discussão sobre esse assunto já vem de muitos anos. A maior polêmica acontece com o Allianz Parque, que é chamado de Arena Palmeiras em todas as empresas do grupo Globo.

No caso do Corinthians, para justificar que até hoje sua Arena não tenha um ‘naming right’, o clube alega que o fato de empresas de comunicação não chamarem o estádio pelo nome do patrocinador afasta interessados em batizar sua casa em Itaquera.