<
>

Palmeiras vence Athletico com gol de Raphael Veiga e dispara ainda mais na liderança

O Palmeiras é cada vez mais líder do Campeonato Brasileiro.

Neste sábado, a equipe de Luiz Felipe Scolari fez mais uma vítima no Allianz Parque, onde venceu todos os seus jogos até aqui, e bateu o Athletico Paranaense por 1 a 0, pela 8ª rodada da competição.

O gol do jogo foi marcado por Raphael Veiga, que aplicou a "lei do ex" em seu antigo clube aos 34 do segundo tempo, batendo muito bem um pênalti sofrido por Dudu.

Com o resultado, o Alviverde vai a 19 pontos e dispara ainda mais na liderança no torneio - vale lembrar que a equipe está com 3 pontos suspensos da vitória sobre o Botafogo, que está sub judice no STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva).

Também são 31 jogos seguidos de invencibilidade no campeonato.

O Furacão, por sua vez, fica nos 10 pontos, na 10ª colocação.

Na próxima rodada do Brasileirão, a última antes da parada para a Copa América, o Palmeiras joga novamente no Allianz Parque, desta vez contra o Avaí, na quinta-feira, às 20h (de Brasília).

No mesmo dia e horário, o Athletico visita o Goiás, no Serra Dourada.

O JOGO

No embalo da torcida, foi o Palmeiras quem deu o primeiro susto: logo aos 5 minutos, Dudu recebeu de Lucas Lima, levou para a perna direita e disparou cruzado, tirando tinta da trave paranaenses.

A resposta do Athletico veio aos 12, em cobrança de falta: Nikão soltou um foguete, que tinha endereço certo, mas Weverton conseguiu espalmar para escanteio.

O jogo era bom no Allianz Parque, com as duas equipes tentando chegar por meio do toque de bola.

Aos 25, nova chegada alviverde: Bruno Henrique cruzou no capricho e Deyverson ganhou pelo alto, mas sua cabeçada passou pouco acima do travessão do goleiro Santos.

A réplica rubro-negra veio novamente por meio de Nikão, aos 32: o camisa 11 recebeu pela esquerda e encheu o pé cruzado, mas Weverton fez grande defesa e salvou o Verdão.

Pouco depois, porém, Nikão acabou se destacando negativamente: após recebeu enfiada de bola, ele acabou chutando o rosto de Weverton e levou vermelho direto do árbitro.

Após revisar o lance no VAR, porém, Rodrigo D'Alonso Ferreira cancelou a expulsão e deu cartão amarelo ao atacante athleticano.

Na última chance da primeira etapa, já nos acréscimos, Marcos Rocha cobrou lateral direto na área e Felipe Melo chegou dando uma forte testada, mas a bola saiu à esquerda da meta rival.

Na volta dos vestiários, o Palmeiras não abriu o placar logo aos 7 por muito pouco: Dudu cruzou da direita, Deyverson fez o corta-luz e Zé Rafael, totalmente livre, perdeu gol feito ao bater para fora, de dentro da pequena área.

A equipe de Felipão seguiu em cima, e teve outra grande oportunidade aos 14, quando Deyverson recebeu lançamento por cima e emendou forte de pé direito, para grande defesa de Santos.

Para tentar ganhar o jogo, o treinador alviverde mexeu no ataque: tirou Lucas Lima e colocou Raphael Veiga. E quase deu certo logo na primeira chance do camisa 23: ele recebeu da esquerda e tentou concluir de primeira, mas mandou por cima.

A partida caiu um pouco de ritmo, com o Athletico bastante recuado e abusando das faltas para parar o jogo. O Palmeiras insistia em bolas pelo alto, mas sem resultados.

Até que, aos 33 minutos, um balão na área deu certo: Márcio Azevedo derrubou Dudu e o árbitro não titubeou em marcar o pênalti.

Raphael Veiga assumiu a responsabilidade de bater contra seu ex-clube, e cumpriu muito bem sua missão: com um chutaço no ângulo, mandou seu defesa para Santos e fez o Allianz Parque explodir de alegria!

Veiga ainda teve a chance de matar de vez o jogo nos acréscimos, aproveitando um ótimo passe de Dudu, mas seu chute foi bem defendido por Santos.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 1 x 0 ATHLETICO-PR

Local: Allianz Parque, em São Paulo-SP
Data: 8 de junho de 2019, sábado
Horário: 16h30 (de Brasília)
Público: 37.086 pagantes
Renda: R$ 2.489.587,85
Árbitro: Rodrigo D'Alonso Ferreira (SC)
Assistentes: Helton Nunes e Thiaggo Americano Labes (ambos SC)
VAR: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
Cartões amarelos: Felipe Melo e Zé Rafael (PAL); Wellington, Márcio Azevedo, Nikão e Léo Pereira (ATH)

GOL
PALMEIRAS: Raphael Veiga, aos 34 minutos do segundo tempo

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha, Antônio Carlos, Edu Dracena e Diogo Barbosa; Felipe Melo (Thiago Santos), Bruno Henrique (Moisés) e Lucas Lima (Raphael Veiga); Zé Rafael, Dudu e Deyverson Técnico: Luiz Felipe Scolari

ATHLETICO: Santos; Madson, Léo Pereira (Lucas Halter), Paulo André (Bruno Nazário) e Márcio Azevedo; Wellington, Léo Cittadini e Bruno Guimarães; Nikão, Rony e Thonny Anderson (Marcelo Cirino) Técnico: Tiago Nunes