<
>

Botafogo vence Sol de América com gol de Erik, artilheiro isolado da Sul-Americana

Pela partida de ida da segunda fase da Copa Sul-Americana, o Botafogo venceu o Sol de América-PAR por 1 a 0 nesta quarta-feira. O gol foi de Erik, artilheiro da competição. Essa foi a primeira vitória da equipe carioca jogando no Paraguai em sua história.

A partida, no charmoso Estádio Luis Alfonso Giagni, começou morna, com as duas equipes se estudando.

Aos 19 minutos, a melhor chance dos paraguaios. Com a bola pingando na grande área do Botafogo, Gabriel foi afastar e acertou o pé na cabeça de César Villagra - pênalti. Clar cobrou e a bola explodiu no travessão.

Com 30 minutos no relógio, o que já parecia ruim para o Sol de América, que havia perdido um pênalti, se tornou pior. O atacante Pardo fez falta em Fernando e sofreu seu segundo cartão amarelo, sendo expulso do jogo e, consequentemente, da partida de volta; o atleta havia levado o primeiro cartão com três minutos de partida.

De cara, o Botafogo não fez valer sua vantagem numérica e apenas criou uma chance, no último lance do primeiro tempo. Após boa movimentação, Diego Souza recebeu de Cícero e, na cara do gol, parou no goleiro Escobar, que fez grande defesa.

O time de Barroca voltou para o segundo tempo melhor, querendo o gol e criando. Com oito minutos, Alex Santana apareceu dentro da área e foi travado. Dois minutos depois, Erik driblou o goleiro, perdeu o ângulo e cruzou para Diego Souza. O atacante cabeceou e, em cima da linha, Clar salvou. No rebote, Alex Santana deu um voleio que passou muito perto, mas desviou e saiu.

O tempo foi passando e o gol saiu. Com 27 do segundo tempo, o Botafogo fez ótima trama pela esquerda e Gilson cruzou. O goleiro Escobar saiu mal e a bola ficou pipocando na entrada da pequena área. Como um bom atacante, Erik chutou como dava, numa espécie de voleio, e balançou a rede do Sol de América. Assim, o botafoguense se isolou na artilharia da competição, com 4 gols em 3 jogos.

Com 38 minutos do segundo tempo, Jean substituiu Leo Valência. Entretanto, a mudança de Barroca não deu certo. Dois minutos após entrar em campo, o volante abriu muito os braços em uma dividida e atingiu Villagra, sendo expulso.

A partida de volta, decisiva, acontece na próxima quarta-feira, 29 de maio, às 19h15, no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro. Qualquer vitória do Botafogo ou empate classifica a equipe carioca - vale lembrar que na Copa Sul-Americana existe a regra do gol fora de casa.

O vencedor avança às oitavas de final e enfrenta o ganhador do duelo entre Unión La Calera-CHI e Atlético-MG. Os chilenos venceram a partida de ida, por 1 a 0.

FICHA TÉCNICA:
SOL DE AMÉRICA-PAR 0 X 1 BOTAFOGO-BRA

Local: Estádio Luis Alfonso Giagni, em Villa Elisa (Paraguai)
Data: 22 de maio de 2019 (Quarta-feira)
Horário: 19h15(de Brasília)
Árbitro: German Delfino (Argentina)
Assistentes: Lucas Germanotta (Argentina) e Pablo González (Argentina)
Cartão Amarelo: Pardo, Villalba(Sol); Fernando, Cícero(Bota)
Cartão Vermelho: Pardo(Sol de América); Jean(Bota)
GOL: BOTAFOGO: Erik, aos 27 minutos do segundo tempo

SOL DE AMÉRICA: Escobar, Velázquez (Acuña), Portillo, Villalba e Walter Clar; Edgar Ferreira, Fredes (Richard Franco), Jourdan e Ruiz Díaz (Otazú); Pardo e Villagra. Técnico: Javier Sanguinetti

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Fernando, Joel Carli, Gabriel e Gilson; Alex Santana, Cícero (Gustavo Bochecha), Leo Valencia (Jean)e João Paulo (Luiz Fernando); Erik e Diego Souza. Técnico: Eduardo Barroca