<
>

Flamengo deixa de usar 'festa na favela' em redes sociais: 'É associado à violência'

play
Quem será o campeão carioca? Flamengo ou Vasco? BB Debate aposta suas fichas (1:16)

Comentaristas fizeram suas para Flamengo ou Vasco na decisão (1:16)

Grito famoso entre torcedores, a expressão “festa na favela” deixou de ser utilizado nas redes sociais do Flamengo. Segundo a empresa que gerencia as contas oficiais do clube, o termo deve ser evitado por ser “associado à violência”. As informações são do jornal “O Globo”.

Segundo a publicação, a decisão partiu da empresa X-Tudo, contratada pela vice-presidência de comunicação rubro-negra. Diogo Rocha, gerente da conta, escreveu em orientação aos funcionários que favela “é algo associado à violência na cidade em que moramos”.

"O que a torcida fala é o que a torcida fala. Podemos usar algumas coisas, mas não é porque a torcida fala que devemos falar", complementou.

Diretor-geral da empresa, Marcelo Gorodicht falou à reportagem sobre o assunto e confirmou a decisão de evitar a expressão, embora tenha garantido que não há um “veto”.

“Desde que assumimos a conta, apesar de respeitar e enxergar muitas qualidades na linha de comunicação adotada até o final do ano passado, houveram (sic) algumas alterações por nós propostas e implementadas”, disse.

“Não existe veto algum. Qualquer um pode usar esse termo e eu não tenho nada contra. Apenas consideramos que o Flamengo é favela, asfalto, mata, tudo. Então não estamos usando. Quem sabe até se acharmos pertinente, podemos usar. Mas veto não existe”, completou.

A última vez que o termo "festa na favela" apareceu nas redes sociais do Flamengo foi no dia 10 de junho de 2018, em vídeo da torcida cantando em vitória sobre o Paraná, no Maracanã. Na época, a X-Tudo ainda não comandava as contas rubro-negras – assumiu em 2019.