<
>

Bryan Ruiz pede tempo e repensa saída do Santos

play
Tironi vê 'obrigação' de Sampaoli permanecer no Santos: 'Se ele for embora, vai ser uma gigante sacanagem' (3:07)

'Não pode fazer o que está fazendo'; completou o comentarista no Linha de Passe (3:07)

Bryan Ruiz pediu rescisão amigável do seu contrato com o Santos no dia 9 de janeiro e a solicitação foi aceita, mas o meia pode permanecer.

O costarriquenho pediu tempo para tentar superar as dores nas costas e se encaixar na rotina do técnico Jorge Sampaoli.

Na última segunda-feira, ele fez um dos gols na vitória de 2 a 0 sobre a Portuguesa Santista, em jogo-treino no CT Rei Pelé.

“Bryan não deixou de treinar, seguiu no clube. Se existisse um clube interessado, ele analisaria, mas sempre ficou com o clube”, resumiu seu representante, Kristian Arguedas, à Gazeta Esportiva.

O Peixe, a princípio, não conta com Bryan Ruiz para a temporada por causa do limite de cinco jogadores estrangeiros relacionados por partida.

Neste momento, o clube também conta com Carlos Sánchez, Derlis González, Felipe Aguilar, Jonathan Copete e Yeferson Soteldo.

A solução ideal para o Alvinegro é negociar Bryan para tentar recuperar o dinheiro já gasto pela vinda do armador.

Até o momento, porém, nenhuma proposta oficial chegou ao clube. Seu contrato vai até o fim de 2020.