<
>

Filial? Em quatro anos, Liverpool gastou quase R$ 1 bilhão para tirar jogadores do Southampton

O Liverpool tem campanha perfeita até agora na atual temporada. 100% nas cinco primeiras rodadas da Premier League e com vitória também na estreia na Uefa Champions League, para cima do poderoso Paris Saint-Germain, neste sábado a equipe coloca a invencibilidade à prova contra um rival bem conhecido por vários de seus jogadores: o Southampton.

Foi de lá que a equipe de Anfield contratou alguns de seus principais atletas, como por exemplo o senegalês Sadio Mané, comprado em 2015 por 30 milhões de libras depois de uma disputa com o Manchester United. Hoje em dia, ele é camisa 10 do time e um dos pilares da equipe de Jurgen Klopp.

Porém, nem todas as apostas do Liverpool no Southampton deram certo e tem gente que nem está mais no clube. Relembre todas as seis contratações nos últimos anos e tire suas próprias conclusões:

RICKIE LAMBERT – 5,5 milhões de euros (2014)

O veterano atacante foi o primeiro jogador da "leva" do Southampton que chegou ao Liverpool. E tinha tudo para viver um conto de fadas. Nas duas temporadas anteriores, ele marcou 13 e 15 gols pelo antigo clube e chegou à equipe que tinha defendido na infância com a expectativa de manter a média. O problema é que ele chegou com a missão de substituir Luis Suárez, que tinha ido para o Barcelona. Cerca de um ano e apenas três gols depois, Lambert foi repassado para o West Bromwich Albion.

ADAM LALLANA – 31 milhões de euros (2014)

Contratado apenas um mês depois de Lambert, Lallana chegou ao Liverpool após uma grande temporada no Southampton, onde era capitão. Depois das dificuldades iniciais, ainda sob o comando de Brendan Rodgers, se firmou depois que Jurgen Klopp assumiu a equipe, acumulando mais de 100 jogos e 20 gols pelo clube. Atualmente, porém, é opção no banco de reservas.

DEJAN LOVREN – 25,3 milhões de euros (2014)

O zagueiro croata foi mais um contratado pelo Liverpool vindo do Southampton em 2014. E tinha tanta moral, que chegou como candidato a resolver todos os problemas defensivos da equipe. Até teve bons momentos, mas acabou desapontando mais do que agradando. No último ano, um momento marcante foi sua substituição apenas 30 minutos após o início do jogo, em um confronto contra o Tottenham, pelo técnico Jurgen Klopp. Seu futuro no clube ainda é incerto.

NATHANIEL CLYNE – 17,7 milhões de euros (2015)

Um ano depois, o Liverpool, mesmo com o insucesso de Lambert e Lovren, voltou a apostar em um jogador do Southampton: Nathaniel Clyne, lateral-direito que custou caro para o clube, mas que se mostrou um jogador confiável, tanto é que costuma até mesmo ser convocado para a seleção inglesa.

SADIO MANÉ – 41,2 milhões de euros (2016)

Sem sombra de dúvidas a melhor de todas as contratações. Tanto é que Mané fez o hat-trick mais rápido da história da Premier League contra o Aston Villa, em 2015, marcando três gols em menos de três minutos. Hoje em dia, além de camisa 10, é peça-chave no esquema de Klopp e forma, ao lado de Salah e Firmino, um dos melhores ataques em todo o mundo.

VIRGIL VAN DIJK - 78,8 milhões de euros (2018)

O último dos contratados pelo Liverpool junto ao Southampton foi também o mais caro. E Van Dijk é o defensor mais valioso em toda a história do futebol. Apesar disso, é titular absoluto da equipe de Jurgen Klopp e responsável por melhorar o sistema defensivo desde que chegou, em janeiro, ajudando o time a chegar até a final da última Champions League.