<
>

Para bater de frente com gigantes: conheça o novo ataque de R$ 860 milhões e 75 gols do Valencia

No início dos anos 2000, o Valencia era um dos times mais fortes não apenas da Espanha, mas do mundo todo. Tanto é que foi duas vezes campeão espanhol e outras duas vice-campeão da Uefa Champions League. Porém, depois desse período glorioso, o time vive, há mais de dez anos, como total coadjuvante de Real Madrid, Barcelona e Atlético de Madrid.

Mas pode ser que a hora da virada tenha finalmente chegado. Isso porque o time manteve seus principais jogadores, além de fazer boas contratações e o clima de empolgação é tanto, que o jornal Marca já considera a equipe como um dos melhores ataques do mundo.

E para justificar isso, criou uma lista com as principais qualidades de todos os jogadores do setor ofensivo do Valencia, citando que eles, juntos, somam 75 gols na última temporada e custam R$ 860 milhões. Confira:

Rodrigo Moreno (27 anos) - 50 milhões de euros - R$ 242 milhões

Manter Rodrigo, que marcou 19 gols em 44 jogos na última temporada, era uma das prioridades da equipe. E, logo no primeiro jogo, mostrou que o esforço valeu a pena, já que foi ele quem fez o gol de empate com o Atlético de Madrid na estreia do Campeonato Espanhol. O atacante, nascido no Rio de Janeiro, também representou a Espanha na última Copa do Mundo.

Santi Mina (22 anos) - 20 milhões de euros - R$ 96,72 milhões

O técnico Marcelino considera Santi Mina um de seus jogadores favoritos em todo o elenco do Valencia e sempre o elogia pela atitude nos treinos e nos jogos. E os números comprovam a importância do atleta para o time, já que, apesar de começar a maioria dos jogos no banco, fez 15 gols em 2017/2018. Na atual temporada, começou como titular, ao lado de Rodrigo.

Gameiro (31 anos) - 20 milhões de euros - R$ 96,72 milhões

O nome do atacante francês agradava ao Valencia já há algum tempo e logo que foi considerado negociável pelo Atlético de Madrid, a diretoria do clube não teve dúvidas em investir 16 milhões de euros em sua contratação. Apesar de reserva no último ano, fez 11 gols. Além disso, já mostrou, em passagens por Sevilla e Lorient, que pode anotar mais de 20 gols em uma temporada.

Batshuayi (24 anos) - 40 milhões de euros - R$ 193 milhões

A comissão técnica decidiu que o Valencia precisava de mais um homem de área para a disputa do Campeonato Espanhol e da Champions League. O escolhido foi Batshuayi, que pertence ao Chelsea, mas foi emprestado no último ano para o Dortmund. Ao longo de toda a temporada, ele fez 21 gols em 40 jogos. Apesar de estar emprestado, o Valencia confia tanto que o belga vai ter um bom desempenho, que estabeleceu uma multa fixa no vlaor de 50 milhões de euros para contratá-lo.

Cheryshev (27 anos) - 8 milhões de euros - R# 38,6 milhões

Mais um que chegou por empréstimo com opção de compra. Provavelmente o melhor momento da carreira do russo foi na Copa do Mundo, onde anotou quatro gols em cinco jogos e ajudou seu país a chegar até as quartas de final. Além disso, Cheryshev viveu sua melhor fase em um clube sob o comando de Marcelino, atual técnico do Valencia. Na temporada 14/15, ele fez sete gols. No último ano, no Villarreal, o russo balançou as redes quatro vezes.

Gonçalo Guedes (21 anos) - 40 milhões de euros - R$ 193 milhões

Ele é tratado como a cereja do bolo do Valencia. Até por isso, foi a contratação mais cara da história do clube: 40 milhões de euros, mais algumas variáveis, que podem tornar a transferência ainda mais cara. Na temporada passada, emprestado pelo Paris Saint-Germain, ele fez cinco gols e distribuiu nove assistências em 33 jogos. Além disso, ele é considerado um jogador que pode desequilibrar, além de receber muitas faltas perto da área, possibilitando o time de marcar.