<
>

PSG demite Pochettino, vê Zidane longe e tem 'conversas positivas' por substituto imediato

play
Lucas Moura detalha saída do PSG e lamenta: 'Queria ter feito parte daquela constelação, com Neymar e Mbappé' (1:45)

Lucas contou no Bola da Vez que tentou seguir no clube, mas que começou a ficar fora até do banco depois que foi informado que não seria mais aproveitado: 'Nunca levei para o pessoal' (1:45)

Treinador sofreu forte pressão após a desclassificação ainda nas oitavas de final da Uefa Champions League e não permanecerá no clube


Mauricio Pochettino foi demitido do cargo de técnico do PSG apenas alguns meses depois de levar a equipe ao título do Campeonato Francês, disseram fontes à ESPN. O clube ainda não anunciou oficialmente a saída do argentino, mas, segundo apuração, tudo foi acordado na manhã desta quarta-feira (15). O treinador tinha mais um ano de contrato.

O PSG ainda está tentando garantir a contratação de seu substituto. Christophe Galtier, técnico do Nice, é agora o favorito do novo diretor esportivo Luis Campos, que assumiu a vaga de Leonardo.

Fontes disseram à ESPN que as conversas são positivas e Galtier, que conquistou o título francês com o Lille em 2021, está entusiasmado com a possibilidade. Zinedine Zidane era a prioridade do emir do Catar, Sheikh Tamim bin Hamad Al Thani, dono do PSG e próximo do craque há muitos anos.

Zidane está sem clube desde que deixou o Real Madrid, em 2021. Mas fontes disseram à ESPN que ele quer treinar a seleção da França após a saída de Didier Deschamps, o que torna improvável sua ida para o PSG.

play
1:45

Lucas Moura detalha saída do PSG e lamenta: 'Queria ter feito parte daquela constelação, com Neymar e Mbappé'

Lucas contou no Bola da Vez que tentou seguir no clube, mas que começou a ficar fora até do banco depois que foi informado que não seria mais aproveitado: 'Nunca levei para o pessoal'

Julen Lopetegui, treinador do Sevilla, também foi oferecido, enquanto Marcelo Gallardo, do River Plate, e Ruben Amorim, do Sporting, são outros nomes da lista.

Depois que Kylian Mbappe rejeitou o Real Madrid para assinar um novo contrato de três anos com os campeões franceses, o PSG fez inúmeras mudanças em cargos diretivos.

Fontes disseram à ESPN que um dos pontos-chave nas discussões de Mbappé com o PSG girava em torno de Leonardo, com quem ele tinha um relacionamento difícil.

Em uma das muitas rodadas de conversas realizadas com a direção do clube, Mbappé disse que não estava interessado em Leonardo como diretor esportivo para a temporada seguinte e identificou Luís Campos como uma alternativa.

Campos estava no Monaco quando Mbappé entrou em cena e conquistou o título francês em 2017, além de chegar às semifinais da Champions League. O jogador de 57 anos tem a reputação de descobrir os melhores talentos e garantir grandes taxas de transferência para joias escondidas, com Mbappé um dos muitos sucessos notáveis.

As especulações sobre o futuro de Pochettino na capital francesa aumentaram desde que o PSG foi eliminado da Champions pelo Real Madrid, nas oitavas de final, apesar de ter uma vantagem agregada de 2 a 0 no intervalo da segunda partida.

Mesmo a conquista do 10º troféu da Ligue 1 pelo PSG no mês passado foi prejudicada por um protesto dos ultras do clube, que deixaram o jogo do título com 15 minutos restantes, em vez de comemorar a conquista com os jogadores.

Pochettino estava fortemente ligado a assumir o cargo de técnico do Manchester United na próxima temporada, antes que os gigantes da Premier League optassem por nomear Erik Ten Hag, do Ajax.

Fontes disseram à ESPN que a decisão se resumiu a uma escolha entre Ten Hag e Pochettino, com a situação contratual do argentino no PSG - ele estava em um acordo até o verão de 2023 – o que fez com que o United optasse pelo holandês.