<
>

Zagueiro que não teve chances no São Paulo saiu por uma pechincha e agora pode ser campeão europeu

Conheça a história do zagueiro Tuta, do Eintracht Frankfurt, que venceu a Copinha pelo São Paulo antes de ir para a Europa


Zagueiro do Eintracht Frankfurt, que enfrenta o Rangers, nesta quarta-feira (18), às 16h (de Brasília), com transmissão ao vivo pela ESPN no Star+, Tuta é o único jogador brasileiro presente na atual edição da final da Europa League.

O jovem, de 22 anos, deixou o São Paulo em 2019 antes mesmo de estrear como jogador profissional por 1,8 milhão de euros (R$ 9,5 milhões na cotação atual) por 70% dos direitos econômicos, segundo informações do ge.

Tuta foi formado desde a adolescência na base do time tricolor, no qual faturou vários títulos em todas as categorias. Por não ser muito alto, o garoto chegou a jogar um período como volante, o que aprimorou suas qualidades técnicas.

Em alguns momentos, chegou a cometer atitudes que deixavam os treinadores preocupados, como driblar facilmente os atacantes adversários dentro da própria área - algumas vezes até mesmo com chapéus - e depois sair jogando.

O defensor compensa o 1,83m, uma altura considerada baixa para um zagueiro, com uma ótima impulsão, um tempo de bola considerado acima da média e muita força física.

Em 2018, ele foi campeão do Brasileirão de Aspirantes e chegou a treinar um período com o elenco profissional. Apesar de ter sido relacionado para algumas partidas, o defensor não entrou em campo. Na avaliação da comissão técnica da época, o garoto estava atrás de Walce e Rodrigo.

No ano seguinte, Tuta foi um dos destaques da conquista da Copa São Paulo de futebol júnior ao lado de jovens como Antony (atualmente no Ajax), Gabriel Novaes (Red Bull Bragantino) e Fabinho (CRB).

Ele foi titular absoluto em toda campanha, que terminou com vitória nos pênaltis sobre o Vasco no estádio do Pacaembu. Poucos dias depois do título, foi confirmada a venda do jogador ao Frankfurt.

Após ficar até o meio de 2019 em um processo de adaptação sem atuar na Europa, o brasileiro foi emprestado na temporada 2019-2020 para o Kortrijk, da Bélgica. O zagueiro, que fez 18 jogos e anotou um gol, ajudou a equipe a ser semifinalista da Taça da Bélgica e a terminar o Campeonato Belga na 11ª posição.

De volta ao Frankfurt, Tuta passou os primeiros meses na reserva, mas em janeiro assumiu a titularidade da equipe e não saiu mais. Na atual temporada, o defensor – que joga como zagueiro e lateral-direito - fez 37 partidas e anotou quatro gols.

Se na Bundesliga o time terminou na modesta 11ª posição, na Europa League a situação foi bem diferente. Após se classificar na liderança do grupo D, a equipe eliminou o Real Betis nas oitavas e depois passou de forma surpreendente pelo poderoso Barcelona em pleno Camp Nou, com um show da torcida alemã. Nas semifinais, o time de Tuta passou pelo West Ham.