<
>

Premier League: Cristiano Ronaldo em 5º, surpresa no topo e brasileiro em 9º: as 10 melhores contratações da temporada

ESPN preparou um ranking com as 10 melhores contratações da Premier League na atual temporada


A Premier League caminha para sua reta final com Manchester City e Liverpool brigando ponto a ponto pelo título, disputa por vagas em competições internacionais e luta contra o rebaixamento. No entanto, as equipes já começam a planejar a próxima temporada e alguns nomes contratados em 2021-22 podem servir de exemplo para a montagem dos elencos.

Em uma retrospectiva das 10 maiores contratações da atual temporada na Inglaterra, algumas chamam a atenção. Cristiano Ronaldo em sua volta ao Manchester United é uma delas. Mas o português ficou apenas em no ranking. De forma surpreendente, Cristian Eriksen, contratado pelo Brentford, ocupou a liderança.

E há um brasileiro na lista. Bruno Guimarães, trazido pelo Newcastle do Lyon por R$ 312 milhões. O ex-volante do Athletico-PR está na colocação do ranking.

Veja abaixo a análise feita pela ESPN e o ranking das 10 maiores contratações da temporada na Premier League:

  • 1º - Cristian Eriksen (Brentford): O meia dinamarquês, que desmaiou em campo na Eurocopa, em 2021, tem que ficar no topo. Sua recuperação milagrosa foi uma das grandes histórias da temporada, e ele mostrou que todas as suas velhas habilidades estavam em pleno funcionamento para tirar Brentford do perigo. Eles farão bem em mantê-lo neste verão, em meio ao interesse do ex-clube Tottenham e outros.

  • 2º- Luis Diaz (Liverpool): Se foi possível melhorar o Liverpool enquanto persegue quatro troféus, Diaz conseguiu. O colombiano foi contratado do Porto e se encaixou perfeitamente em Anfield com as suas corridas incisivas e dinamismo na ala esquerda. Ele dá ao técnico Jürgen Klopp a chance de aliviar a carga de trabalho do trio de ataque Sadio Mané, Diogo Jota e Mohamed Salah.

  • 3º- Craig Dawson (West Ham): Dawson tem sido magnífico na defesa desde que chegou do Watford. O jogador de 31 anos teve uma temporada maravilhosa pelos Hammers, marcando um grande gol nas quartas de final da Europa League em Lyon. Nada mal para um jogador que já jogou em Radcliffe Borough e Rochdale, e sofreu rebaixamentos da Premier League com West Bromwich e Watford.

  • 4º - Conor Gallagher (Crystal Palace): Suas atuações no meio-campo por empréstimo do Chelsea lhe renderam um lugar na seleção inglesa. Cheio de ideias brilhantes e objetivos importantes, ele conseguirá entrar no time de Stamford Bridge na próxima temporada.

  • 5º- Cristiano Ronaldo (Manchester United): Faz bem ou mal ao United? Esse debate vai continuar, mas sem a finalização excepcional do jogador de 37 anos - ele já tem 24 gols em 38 jogos - onde estaria o United? No meio da tabela, provavelmente.

  • 6º- Martin Odegaard (Arsenal): Seu passe elegante e criatividade são as principais razões para os Gunners terminarem entre os quatro primeiros. O antigo "garoto maravilha", que lutou para conseguir um espaço no Real Madrid depois de se mudar para lá aos 16 anos, em 2015, amadureceu e se tornou um grande jogador e pode ser o capitão do Arsenal na próxima temporada.

  • 7º- Dan Burn (Newcastle): Uma vez rebaixado da Football League com o Darlington, Burn se tornou um excelente defensor de primeira linha, e sua mudança do Brighton para o Newcastle ajudou a despertar o renascimento. Ele pode não ser celebrado, mas é uma figura chave para a equipe de Eddie Howe.

  • 8º- Marc Guehi (Crystal Palace): O Palace fez uma aposta depois de ver as excelentes exibições de Guehi por empréstimo na Championship com o Swansea na última temporada. O Chelsea, que está prestes a perder alguns zagueiros importantes em transferências gratuitas neste verão - Cesar Azpilicueta, Andreas Christensen e Antonio Rüdiger - pode estar desejando ter mantido o jovem que já forçou seu caminho para a seleção inglesa.

  • 9º- Bruno Guimarães (Newcastle): Já uma figura importante em North East, Guimarães é o tipo de jogador que tira os fãs frustrados de seus assentos com seus passes sutis e finalizações insolentes. Ele simboliza uma nova era empolgante sendo construída em Newcastle após a aquisição pelos sauditas.

  • 10º - José Sá (Wolverhampton): O goleiro português assinou com a equipe de Bruno Lage vindo do Olympiacos e tem estado bem na sua primeira época no Molineux. Sá ajudou o Wolves a cheirar o futebol europeu na próxima temporada com algumas grandes defesas.