<
>

Palmeiras vence Athletico-PR, conquista a Recopa e fatura mais uma taça internacional com Abel

Palmeiras venceu o Athletico-PR por 2 a 0, nesta quarta-feira (2), no Allianz Parque, e faturou a Recopa pela 1ª vez em sua história


A Recopa Sul-Americana tem campeão inédito: o Palmeiras! Nesta quarta-feira (2), o Verdão venceu o Athletico-PR por 2 a 0, no Allianz Parque, e conquistou a taça pela 1ª vez em sua história - o placar agregado ficou em 4 a 2 para os paulistas.

A vitória alviverde foi aberta um golaço: aos 5 do 2º tempo, Zé Rafael acertou linda cobrança de falta na gaveta de Santos, que pulou, mas não achou nada.

Nos minutos finais, com o Athletico já lançado ao ataque, Atuesta deu linda assistência para Danilo bater firme e ratificar o triunfo dos donos da casa.

Com o triunfo, o Alviverde fatura mais uma taça internacional desde que o técnico Abel Ferreira assumiu o comando do clube, em novembro de 2020.

Em menos de dois anos de trabalho, o português levou a equipe palestrina a duas conquistas da Conmebol Libertadores, e agora coloca uma Recopa no armário.

Na história do Palmeiras, essa é a conquista a nível sul-americano. Na galeria de troféus, o Verdão ainda tem a Copa Mercosul de 1998.

Também é a 12ª vez que um time brasileiro vence a Recopa.

Situação do campeonato

Com o resultado, o Palmeiras é campeão da Recopa e fatura um belo prêmio: US$ 1,6 milhão (R$ 8,16 milhões).

Já o Athetico-PR terá que se contentar com o vice-campeonato e um bônus de US$ 800 mil (R$ 4,079 milhões).

O cara: Zé Rafael

Transformou-se num grande jogador sob o comando de Abel Ferreira e é cada vez mais decisivo.

Enquanto esteve em campo, Zé Rafael foi decisivo para o Palmeiras dominar o meio-campo e, consequentemente, o jogo.

Quando foi ao ataque, ainda fez o golaço da vitória para dar o triunfo ao Verdão no Allianz Parque.

Em linda cobrança de falta no começo do 2º tempo, ele estufou as redes rubro-negras com um chute cheio de curva.

Com dores, teve que sair no meio da etapa complementar, dando lugar a Jaílson.

Foi mal: Alberto Valentim

Diferentemente do jogo de ida, o técnico do Furacão adotou uma postura extremamente defensiva em São Paulo.

No 1º tempo, ele viu sua equipe ser amplamente dominada, sem conseguir nem mesmo cruzar a linha de meio-campo.

Com isso, veio o castigo no início da etapa complementar, com o golaço de falta de Zé Rafael, que obrigou o Athletico a ir para cima.

Valentim até fez mexidas para tentar ampliar a presença ofensiva, mas não teve muito sucesso e acabou amargando o vice.

Próximos jogos

O Palmeiras volta a campo neste domingo (6), às 16h (de Brasília), contra o Guarani, pelo Campeonato Paulista.

No mesmo dia e horário, o Athletico-PR encara o Cascavel, pelo Campeonato Paranaense.

Ficha técnica

Palmeiras 2 x 0 Athletico-PR

GOLS: Palmeiras: Zé Rafael [50'] e Danilo [88']

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Murilo e Piquerez; Danilo, Zé Rafael (Jaílson) e Raphael Veiga (Mayke); Dudu (Atuesta), Gabriel Veron (Wesley) e Rony Técnico: Abel Ferreira

ATHLETICO-PR: Santos; Khellven (Christian), Pedro Henrique, Thiago Heleno e Abner Vinícius; Hugo Moura (Rômulo), Erick, Matheus Fernandes (Julimar), Léo Cittadini (Mercado) e Terans (Marlos); Pablo Técnico: Alberto Valentim