<
>

Fittipaldi conta como recusou a Ferrari após quase morte de Lauda em acidente na Alemanha

play
Emerson Fittipaldi fala por que rejeitou a Ferrari no auge da carreira (2:56)

Piloto brasileiro estava na McLaren quando recebeu a proposta (2:56)

Tricampeão mundial de Fórmula 1, Niki Lauda morreu nesta segunda-feira, aos 70 anos de idade. O austríaco ficou conhecido por ser um piloto com uma imensa força de vontade.

Em 1976, quando já possuía dos campeonatos, ele liderava o campeonato até sofrer um grave acidente em Nurburgring, na Alemanha, que quase o tirou a vida.

Emerson Fittipaldi foi um dos primeiros a socorrer Lauda, que ficou mais de dois minutos no fogo de seu carro após uma batida no desafiador circuito.

"Eu achei que ele (Niki Lauda) estava com o rosto muito queimado, o pé dele também estava muito estranho. E à noite ele quase morreu por intoxicação de gases. A inalação praticamente queimou uma parte do pulmão. Quando era mais ou menos meia-noite no hospital perto de Nurburgring, a quantidade de oxigênio que ele tinha no sangue era muito baixa. Ele estava quase perdendo a função dos órgãos e ia morrer", disse, ao ESPN.com.br, em 2018.

"Tem algumas coisas que são ingratas na Fórmula 1. O chefe de equipe da Ferrari veio até mim e falou: 'O comendador (Enzo) Ferrari quer falar com você pelo telefone'. Eu achei que ele ia falar alguma coisa para mim do Niki. Ele falou: 'Emerson, quero que você guie para mim no lugar do Niki'. E o Niki morrendo no quarto do lado. Eu respondi: 'Comendatore, grazie. Parliamo dopo, ciao (Comendador, obrigado. Falamos depois, tchau)'. É o mundo ingrato do esporte que era na época...", recordou o brasileiro.

O argentino Carlos Reutemann ficou com a vaga recusada por Fittipaldi. Lauda voltou às corridas menos de um mês depois do acidente, ficando com sequelas na pele, mas pouco mais de dois meses depois voltou a correr no GP da Itália.

Ele brigou pela conquista até o fim, mas perdeu o título mundial na última corrida para James Hunt, da McLaren. Lauda desistiu do GP do Japão por causa das condições climáticas.

View this post on Instagram

🇧🇷Querido Niki você tinha muito talento, duro nas disputas , mas sempre leal, voce super campeão, sua história inspirou minha familia , meu filho Emmo , meus netos Pietro e Enzo você me inspirou quando com tanta coragem e determinação já voltou em Monza. Niki mais que Campeao você foi um GLADIADOR . Minhas sinceras condolências à toda sua família. Descance em paz DEUS ABENÇOE. 🇺🇸Dear Niki you had so much talent, very tough to race against you , but always clean , Super Champion, your history inspire my family my son Emmo and my grandchildrens Pietro and Enzo and you inspire myself when you come back to race in Monza with so much courage and determination you are a GLADIATOR. My sincerely condolences to all your family, Rest In Peace GOD BLESS @f1 #racer #friend #friendships

A post shared by Emerson Fittipaldi (@emersonfittipaldioficial) on