<
>

CSGO: Gaules se pronuncia sobre o caso de Danilo Avelar

Danilo Avelar, jogador do Corinthians, realizou comentário racista na última terça (22) Miguel Schincariol/Getty Images

Após realizar um comentário racista durante uma partida de CS:GO e ter o comportamento exposto nas redes sociais, o jogador do Corinthians, foi às suas redes sociais confessar o acontecimento e pedir desculpas. No entanto, os pedidos não foram bem recebidos pela comunidade. Enquanto o clube paulista toma seu tempo para apurar os fatos, a atitude tem sido criticada por parte da comunidade, assim como pela maior torcida organizada do Timão e do streamer Gaules.

Logo em seguida do acontecimento, a Tribo, comunidade do streamer Gaules, buscou expor sua opinião sobre o acontecido através das mensagens de doação que tocam na transmissão e também o próprio influenciador não fugiu do assunto e comentou o caso durante sua transmissão nesta quarta (23).

“Você fica decepcionado, né? Acho que todos nós [ficamos]. Você acha que eu não fico decepcionado? Todo mundo [fica]. A palavra é decepção mesmo”, comentou.

Em janeiro deste ano, o lateral-esquerdo Danilo Avelar participou do programa de entrevistas do influenciador, Melhor de Dois. Confira mais do que Gaules falou sobre o caso do jogador e em seguida o posicionamento na íntegra:

"Não é porque é uma pessoa conhecida nossa, uma pessoa que faz parte da nossa comunidade, que a gente pode passar a mão. Independente se ele sabe que errou, que fez algo que hoje em dia não é cabido. O que me preocupa agora não são as consequências, nem as punições, e nem o que vai decorrer em relação a vida dele, porque são coisas que não cabem nem a mim. O que me preocupa é o que as pessoas que estão nessa condição continuam tendo que passar todo dia. O que devemos nos preocupar é com o lado da moeda da pessoa que sofre o racismo.

Quantos jogadores, quantas crianças, quantos adolescentes, quantos adultos, quantas vidas vão ser menosprezadas, vão ser ofendidas, simplesmente pela cor que elas têm. Isso é um negócio que, hoje em dia, independente de que eu saiba que cada um tem uma fase, um período, tem uma jornada, tem uma evolução diferente… hoje em dia é aquilo que eu falo, hoje em dia alguém vem aqui e pergunta "pô Gau, por que que a gente não vê jogador de CS preto?', e eu falo assim "cara, não é lacrar, não é nada, mas às vezes tem um adolescente que chega mais próximo da nossa comunidade e não se identifica, porque ela não se vê ali, né'. Além disso, além dela não se ver porque o CS não é inclusivo, e eu já falei isso para vocês, ela vem e fala 'caramba, as pessoas que estão nesse lugar me ofendem, usam a cor que eu tenho para me ofender?'.

Acho que é esse o aprendizado, porque não é engraçado, às vezes a gente vê isso acontecer… e aconteceu com ele e foi só noticiado porque é uma pessoa relevante, importante. Isso, velho, não adianta nada eu vir, falar isso para vocês e vocês falarem 'que cara horrível, que situação horrível', e dentro de casa, ou com amigo, você falar isso, usar isso, fazer coisas que hoje em dia não tem mais espaço. É aprender com o erro dessas pessoas, e aprender com a gente, porque todo dia, infelizmente, a gente tem racismo dentro de nós. Pode não ser xingando alguém diretamente, mas pode ser até em forma de pensamento. Às vezes você está na rua, você vê uma pessoa e dependendo da cor daquela pessoa você fica ou não preocupado, troca ou não a direção que você tá indo.

Hoje não tem mais espaço para gente falar alguma coisa, escrever alguma coisa, e você também tem que se policiar até pelo pensamento, porque você olha e fica 'porque eu estou pensando isso? Por que eu estou agindo dessa forma?'. Acho que a questão é, mais uma vez… as punições, o que vai acontecer, o que vai ser da vida do Danilo… eu desejo toda sorte, toda evolução, e tudo de bom que pode acontecer, mas eu também desejo que ele aprenda com tudo isso. Mas não cabe a mim falar que aconteça isso ou aquilo, acho que não tem mais espaço. A preocupação principal que temos que ter é sempre com o lado mais atingido com isso, o elo mais fraco, é que todos os dias você vai perceber que tem pessoas que vão passar por isso e você fala 'caramba, até quando?', então você, dentro de casa, junto com os amigos, independente de ser pessoa pública ou não, nós temos o papel de olhar e falar 'cara, não dê risada', quando a gente vê no chat, ou está numa partida, está num momento. Se você tem a opção, ou a oportunidade, de defender essa pessoa, e até mudar você mesmo, aproveite essas oportunidades.

Acho que é isso em relação ao que temos hoje em dia, e esses casos, hoje em dia, olhamos e falamos 'que bom que não tem mais o espaço e não tem mais esse lugar para, pelo menos, no que é uma vitrine'... porque antes isso poderia acontecer e passar como normal, mas hoje em dia não passa mais batido e eu acho que a gente tem que olhar e tirar todo o aprendizado possível, e seguir em frente, mas estar ao lado de todas essas pessoas, todo mundo, e dizer que não existe mais espaço para isso".

Além de Gaules, a torcida organizada Gaviões da Fiel também foi às redes sociais para falar sobre o ocorrido. Os responsáveis pela página expressaram seu total repúdio contra os comentários feitos por Danilo dentro do jogo e pediram a expulsão imediata do jogador. Punições oficiais por conta da ação ainda não foram comunicadas pelo clube alvinegro.

“Na madrugada do dia 23 de junho, através de um chat do jogo CS (Counter-Strike) fez um comentário RACISTA, e através de nota em seu perfil oficial, confirmou a veracidade do fato. Não há espaço para racismo. BASTA”, diz parte do comunicado feito sobre a situação de Danilo Avelar.

O Corinthians é conhecido dentro dos esportes tradicionais como um dos principais clubes à frente da luta pelas bandeiras de igualdade e direitos humanos, assim como a defesa da democracia ao longo de sua história centenária.

O jogador, que já se mostrou fã de Counter-Strike e de esports no geral, participa do mercado nacional através da Bears Esports, organização presente no cenário competitivo do título. Até o momento a mesma não se posicionou quanto ao acontecimento e quais serão os próximos passos.