<
>

CSGO: Anunciado como técnico da MIBR, cogu garante: 'A gente não vai desistir'

A MIBR confirmou cogu como técnico da equipe de Counter-Strike: Global Offensive. O contrato foi assinado até o final de 2020.

Ainda sem anunciar o novo elenco, a organização entrou no último estágio da reformulação desde o fim da era FalleN.

O restante dos reforços, inclusive, será anunciado em dois dias.

Bastante identificado com a tag por conta dos tempos como jogador durante o competitivo de CS 1.6, o veterano exaltou o seu retorno agora pelo CSGO.

“Estou muito feliz de estar de volta. Estou muito hypado. Não cabe em mim”, comentou no vídeo de anúncio, divulgado no começo da noite desta quarta-feira (21).

“Eu não estava conseguindo dormir esses dias até finalizar tudo. Tô abdicando de muitas coisas pra continuar esse meu sonho que é ser campeão.”

Nos tempos de FalleN, a comunidade reclamava muito sobre a falta de comunicação com os torcedores. Assim, cogu tratou logo de garantir que haverá muita transparência sobre os trabalhos realizados até o fim do ano.

Ele trata esse novo momento como se fosse uma “conversa franca” e tudo será “documentado”. Assim, cogue prometeu que os torcedores acompanharão ele “contando o que está acontecendo, como está acontecendo, onde estão os problemas e o que está da hora”.

ELENCO FECHADO

O técnico também já garantiu que o elenco está fechado, mas desconversou sobre. A promessa é que o anúncio dos novos jogadores seja em dois dias, portanto, na próxima sexta-feira (23).

A “nova” MIBR” terá dois compromissos previstos até o final da temporada: a BLAST Premier Fall Showdown, entre 26 de outubro e 4 de novembro, e a Flashpoint 2, que começa em 9 de novembro.

A estreia já tem data e adversário definidos: no dia 2 de novembro, a MIBR terá pela frente a Astralis, às 12h30. O confronto é válido pelo grupo C, que ainda conta com a compatriota FURIA e a G2. Os duelos dessa primeira etapa serão disputados no formato de eliminação dupla.

A MIBR fará bootcamp na Sérvia, mas cogu sabe que terá pouco tempo de trabalho. “Vamos ter pouquíssimo tempo para treinar. A gente vai chegar na Sérvia, vai ter uma semana [de treinos].”

Ainda assim, o treinador reiterou que a MIBR terá muita garra e determinação. “A gente caiu num grupo muito difícil. A gente sabe que vai ser difícil, mas o jogo é jogado.”