<
>

'Zica', trauma e lamentação: como repercutiu a 'classificação' de NiP e Team Liquid na Pro League de R6

Com cara de paisagem: NiP e Liquid brincam com ‘classificação’ na Pro League, que não terá a etapa mundial Divulgação/Rainbow Six Esports

A noite da última terça-feira (7) definiu o Top-2 da 11ª temporada da Pro League LATAM de Rainbow Six Siege. Pela combinação de resultados, tanto Ninjas in Pyjamas e Team Liquid não podem mais ser alcançadas com duas rodadas restantes para o encerramento do regional. Mas como a etapa mundial havia sido cancelada por conta da pandemia de coronavírus, jogadores e comunidade reagiram de formas variadas e com bom humor para lamentar a situação.

Como Paluh, jogador da Liquid, lembrou a “rapaziada” em seu perfil no Twitter, “estamos classificados pra um belo de um nada”. A brincadeira foi postada logo após a vitória em cima da Team Singularity por 7 a 5 em confronto válido pela 12ª rodada. A Cavalaria é a vice-líder, com 25 pontos - sete à frente da FaZe Clan, terceira colocada.

Já julio, da NiP, fez questão de comemorar a “classificação” para o mundial que seria disputado na cidade de São Paulo, em maio, de forma muito efusiva. Os Ninjas bateram a MIBR por 7 a 5.

Entre lamentos e ironias, os fãs desejaram boa sorte para as equipes no que seria essa “realidade alternativa” onde o mundial da Pro League acontecerá. Mensagens de apoio como “Vamos fazer aquela arena tremer” inundaram as postagens dos jogadores.

A ZICA

Teve quem não perdeu tempo em meio à repercussão e resgatou um tweet antigo de Psycho. O jogador da Ninjas in Pyjamas havia lembrado na madrugada do dia 11 de março sobre o drama vivido pela organização na disputa do mundial da Pro League da temporada passada, no Japão, quando parte da equipe não conseguiu viabilizar os vistos.

Detalhe que, naquela ocasião, muitas pessoas cravaram que não teria como o mundial da Pro League em São Paulo ser cancelado. Acontece que na tarde do mesmo dia, a Organização Mundial da Saúde chegou a declarar pandemia do novo coronavírus.

De lá pra cá, vários torneios foram modificados, suspensos ou cancelados. Àquela altura, se registravam 118 mil casos em 114 países e 4.291 pessoas morreram. No Brasil, o país contava com 52 casos e 907 suspeitos. No dia 17 de março, a Pro League de R6 foi cancelada.

O TRAUMA

Quem também riu para não chorar foi o elenco da Team Liquid. Como lembrou o manager e head coach Sensi, a Cavalaria viveu situação semelhante no ano passado.

Em 2019, o Brasil sediaria a DreamHack Open, posteriormente intitulada DreamHack Rio. Inicialmente, o evento contaria apenas com campeonato de Counter-Strike: Global Offensive, mas, por apelo popular, expandiu a programação para contemplar outras modalidades. R6 era uma das promessas que depois não sairia do papel. O torneio do FPS desenvolvido pela Ubisoft teria US$ 35 mil de premiação total e ainda contaria com presença de equipes, mas foi cancelado por questões financeiras.

Antes da decisão, porém, a Team Liquid havia sido uma das equipes classificadas depois de jogar o qualificatório para a DreamHack Rio. Azar para a Cavalaria, como brincou Sensi.

A PRO LEAGUE

As finais presenciais da 11ª temporada da Pro League de Rainbow Six Siege foram canceladas devido a pandemia de coronavírus em decisão tomada por Ubisoft e ESL. Triste notícia em especial para a comunidade brasileira de R6, afinal, o mundial ocorreria na cidade de São Paulo entre os dias 16 e 17 de maio.

Com a medida, a premiação total dos playoffs foi adicionada ao montante que antes estava destinado para a etapa regional. No caso da Pro League LATAM, U$ 157 mil serão distribuídas para as oito equipes participantes.

Mesmo sem o mundial em vista, Ninjas in Pyjamas e Team Liquid prometem um duelo à parte já que o valor para o primeiro colocado é de U$ 50 mil. O vice-campeão ganhará U$ 22,5 mil.