<
>

Cristiano Ronaldo e Hazard ou trio 'MSN'? Como europeus encarariam o 'Resto do Mundo' em Fifa 20

Kevin De Bruyne, destaque do time ‘Europa’ Reprodução/EA Sports

As grandes ligas de futebol da Europa formam a nata do cenário mundial, tanto na parte técnica quanto financeira. Há décadas, os craques e os novos talentos têm feito dos torneios na Inglaterra, Itália, Espanha, Franças e outros centros daquele continente verdadeiros palcos para o que há de melhor no esporte bretão.

Da mesma forma, os jogadores nascidos nestes países também têm mostrado seu valor, fazendo das seleções locais grandes potências. Então, como seria então o confronto entre os melhores jogadores europeus contra um selecionado de atletas nascidos nas demais regiões do globo?

Como o calendário é apertado, podemos levar esse grande desafio para Fifa 20. Vamos elencar dois times fortíssimos, composto por craques do mais alto quilate. De um lado, um time só com jogadores do Velho Continente. Do outro lado, vamos selecionar um time com americanos, africanos, asiáticos e jogadores vindos da Oceania.

A seguir, você confere os dois times com seus respectivos ratings em Fifa 20. A escolha foi feita de acordo com a função principal do jogador em Fifa 20.

Observação: caso as tabelas não apareçam em seu celular, use a opção "ver site para computador" em seu navegador.

No gol, dois ótimos goleiros em grande fase. Nos quatro defensores, há um nível bastante parecido dos jogadores, que forma dois “paredões”. No meio-campo vemos uma maior diferença técnica, com vantagem para a Europa, que possui melhores meias.

O ataque é mais um ponto em que os times se equivalem e mostram seus maiores números. São duas unidades ofensivas de respeito - destaque para reedição do trio “MSN” no time do Resto do Mundo.