<
>

Sharks não é páreo para NRG e fecha Semana 1 do ECS com vice-campeonato

Sharks está começando jornada na América do Norte com o pé direito HLTV.org

MIBR não é o único time brasileiro de Counter-Strike: Global Offensive em ação no exterior. Recém-chegado à América do Norte, Sharks mostrou do que é capaz já na primeira semana do Esports Championship Series (ECS), a qual terminou com o vice-campeonato nessa quinta-feira (19) após derrota para NRG por 2 a 0 na decisão.

A campanha dos Tubarões no torneio norte-americano foi de tirar o chapéu. A equipe brasileira estreou vencendo os compatriotas do INTZ por 2 a 0 (16 a 12 na Vertigo e 16 a 7 na Mirage). Nas semifinais a Sharks surpreendeu o mundo ao vencer nada mais, nada menos que Team Liquid, também por 2 a 0 (16 a 13 na Vertigo e 16 a 14 na Mirage).

Mas no confronto final o time não conseguiu repetir o feito frente ao NRG, que sobrou contra os brasileiros. Na Nuke os norte-americanos doutrinaram a Sharks vencendo o mapa por 16 a 10 e na Mirage foram ainda mais superiores aos Tubarões, vencendo exit e companhia por 16 a 5.

Um total de 12 equipes estão disputando a divisão norte-americana válida pela oitava temporada do ECS, que contém premiação de US$ 125 mil e classificará quatro dos participantes para a Final Mundial. Além de Sharks e INTZ, Furia e a antiga formação do Luminosity estão no torneio.

CLASSIFICAÇÃO POLÊMICA

Outro bom resultado obtido pela Sharks nos últimos dias foi a classificação para a décima temporada da ESL Pro League (EPL), mas de forma polêmica. Isso porque, levando três jogadores para o México, o time recebeu o aval de disputar a seletiva destinada aos países ao norte da América Latina. A equipe venceu o classificatório e nem precisou disputar a repescagem pelo fato da Denial não existir mais.