<
>

Fim do mistério: MIBR anuncia kNg para o lugar de coldzera

kNg em seus últimos momentos pelo INTZ StarLadder Berlim

Nas últimas semanas, a possibilidade de kNg deixar o INTZ para reforçar o MIBR virou uma novela, que ganhava um capítulo extra sempre que um novo rumor era ventilado ao público. O último ato aconteceu nesta quinta-feira (05), em que kNg foi anunciado oficialmente pelo MIBR para ocupar o lugar de coldzera.

No vídeo divulgado, vemos os últimos momentos do jogador na INTZ e a oficialização da contratação do jogador e que a divulgação da mãe de kNG, dando a entender que o vazamento fazia parte do plano de divulgação do jogador. Wanda Agostinelli parabenizava o pro player pela conquista, porém apagou a mensagem logo em seguida.

O Dexerto foi o primeiro a publicar sobre o interesse do MIBR em kNg, em julho, quando o INTZ ainda estava na disputa por uma das vagas no segundo Major de Counter-Strike: Global Offensive da temporada. O mesmo site, em agosto, publicou que o time comandado por FalleN estava na espera de contar com o ex-Intrépido para a disputa da edição russa da Blast Pro Series - o primeiro compromisso da equipe brasileira pós-StarLadder Berlim.

Antes do antigo time de kNg se garantir no Major, o ESPN Esports Brasil conversou com o responsável pela formação internacional do INTZ. Pedro Sanchotene afirmou, no final de julho, que "o status do kNg, hoje, é ele sentadinho lá na Polônia treinando para a repescagem do Minor". O comandante Intrépido complementou dizendo que deixou claro só conversaria sobre transferência com outros times após o Minor: "Não há qualquer conversa em curso e está combinado se houver, somente após a seletiva”.

Foi o mesmo tom usado por yeL em entrevista concedida a reportagem antes da estreia do INTZ no Major. O capitão da equipe brasileira deixou claro que "não tem nada certo e nosso foco é jogar esse Major. Depois, eles, MIBR e kNg, vão conversar e ver o que é melhor para cada um. O status é que ele ainda é do INTZ e vai jogar o Major com a gente. É isso que a gente precisa saber agora”, completou.

A contratação de kNg pelo MIBR marca o retorno do jogador a Immortals, organização com a qual foi vice-campeão do PGL Kraków, o segundo Major de 2017. Há dois anos, após descumprir punição interna, o jogador acabou deixando o clube. Na ocasião, sem autorização, o awper atuou em uma partida pela seletiva para o EPICENTER Moscow.

Após o ocorrido, o então diretor executivo Noah Whinston tuitou que o brasileiro estava cumprindo suspensão interna e não tinha autorização para jogar. Em outra postagem, o CEO escreveu que jogadores "que não estão de acordo com nossos padrões, perdem o direito [de representar a Immortals]". O mandatário chegou a prometer dar novas notícias sobre o ocorrido, mas kNg foi se antecipou ao anúncio referente ao desligamento.

Vale lembrar que em dezembro de 2017, a organização norte-americana adquiriu os direitos de marca do Made in Brazil. Depois de um longo período de especulações, vazamentos e dicas, o MIBR oficializou a contratação da escalação brasileira que vinha vestindo a camisa do SK Gaming.

E O COLD?

A situação de coldzera pelo MIBR continua a mesma desde quando pediu para ser colocado na reserva e liberado a negociar, no início de julho. Em desabafo, o jogador chegou a revelar que se ofereceu a disputar o StarLadder Berlim, mas a ideia não foi aceita pelo restante da equipe que preferiu utilizar Zews no lugar.

Coldzera conversou com o ESPN Esports Brasil sobre sua inesperada saída do MIBR. O jogador confirmou que disse ao time que poderia continuar jogando. O ex-melhor do mundo revelou ainda estar magoado com certas atitudes dos antigos companheiros e apontou certa falta de respeito por parte dos ex-companheiros: "Fingir que nada aconteceu porque são quatro anos. Não são quatro anos de amizade, são quatro anos de respeito. Eles perderam um pouco de respeito comigo e eu nunca perdi o respeito com eles. Isso machucou bastante".

De acordo com o site 1pv, após o término do StarLadder Berlim, FaZe e o brasileiro iniciaram negociações para coldzera defender a equipe europeia.