<
>

Campeão brasileiro e finalista no Paulista, técnico Lucas Piccinato avalia o ano de 2019 para o São Paulo

play
'Carimbo CBF'? Comentaristas do Mina de Passe questionam convocação de Pia Sundhage para amistosos da seleção brasileira (2:37)

Juliana Cabral e Bibiana Bolson questionaram alguns nomes convocados pela sueca para últimos amistosos de 2019 (2:37)

Com as novas regras da Conmebol e CBF para emplacar cada vez mais o futebol feminino, os clubes começaram a se movimentar, principalmente os de camisa. Enquanto alguns optaram por fazer parceria com times já existentes, outros como o São Paulo decidiu começar do zero.

Após um período de inatividade, o Tricolor Paulista promoveu uma peneira no final de 2018 para contratar novas jogadoras, além de ter aproveitado algumas da base, que no sub-17, é bicampeã paulista.

Em seguida, a contratação que movimentou o mercado da bola foi da Cristiane, que voltou ao Brasil após anos jogando fora do país e trouxe mais visibilidade para o clube.

E quem comanda tudo isto é o técnico Lucas Piccinato. Ele vem do Centro Olímpico, uma das referências de base feminina no Brasil. Em 2014, atuou no sub-15 como auxiliar. No ano seguinte, tornou-se auxiliar do time principal até 2018 para neste ano, chegar no São Paulo.

O primeiro ano do time foi um sucesso e o objetivo principal foi concluído: o acesso a elite do futebol brasileiro. Para coroar, o time ficou com o título da série A-2 do Campeonato Brasileiro e, no campeonato mais competitivo do Brasil, está na final, contra um time muito experiente, que é o Corinthians.

Lucas analisa a temporada como positiva e reconheceu o peso de ter vestido a camisa tricolor em um ano tão importante. “Quando você veste uma camisa como a do São Paulo as expectativas sempre são muito grandes, o peso é muito grande, então a gente conseguiu fazer um bom trabalho, um trabalho bem coeso, conseguiu colocar aqui para jogar na maneira como a gente imaginava mesmo tendo algumas alguns percalços no meio do caminho”, disse o comandante.

Um título para o São Paulo significa provar para o clube que o investimento tem dado certo e que as coisas podem melhorar ainda mais daqui para frente.

“As expectativas sempre vão mudar. A gente precisa tentar conquistar esse título com todas as forças possíveis para finalizar um ano perfeito, de glórias”, finalizou o treinador.

O São Paulo recebe o Corinthians no Morumbi neste sábado (2) a partir das 11h (de Brasília) pela partida de ida da final do Campeonato Paulista.