<
>

Seleção olímpica sofre com vetos europeus e 'briga' com times brasileiros para fechar lista

play
'O Gerson teve um castiguinho infantil da CBF': Facincani explica 'dilema' do meia com seleção e Olimpíada (2:35)

Jogador está entre Olympique de Marselha e seleção olímpica (2:35)

Nesta quinta-feira, às 11h (de Brasília), o técnico da seleção brasileira olímpica, André Jardine, revelará a convocação de 18 nomes que levará aos Jogos Olímpicos de Tóquio, entre julho e agosto - na última terça-feira, o ESPN.com.br revelou com exclusividade a pré-lista de 50 convocados.

Mais cedo, a reportagem mostrou que o coordenador das seleções de base da CBF, Branco, tinha bem encaminhadas as liberações de atletas como Gerson (Olympique de Marselha), Bruno Guimarães (Lyon), David Neres e Antony (ambos Ajax).

Na noite desta quarta, por sua vez, ESPN Brasil e ESPN.com.br apuraram que, após conversas entre CBF e clubes brasileiros e europeus, vários outros nomes foram vetados, enquanto outros ganharem "OK" para irem ao Japão.

Quanto aos liberados, o goleiro Santos (Athletico-PR), o lateral-direito/volante Gabriel Menino, do Palmeiras, e o lateral-direito Guga, do Atlético-MG, têm sinal verde de seus clubes. Já o zagueiro Nino, do Fluminense, tem situação bem encaminhada para viajar a Tóquio.

Quanto aos vetados, o atacante Pedro, do Flamengo, o lateral-esquerdo Guilherme Arana, do Atlético-MG, e o zagueiro Ibañez, da Roma, não contam com a aprovação de seus times para irem ao Oriente.

Já Matheus Cunha, do Hertha Berlin, que se recupera de lesão, é dúvida.

play
2:45

Sormani critica 'libera, não libera' de convocações no Brasil e diz: 'Esculhambação total, ninguém respeita nada'

Convocações para a Olimpíada precisam de liberação dos clubes

Com a situação cada vez mais complicada, a comissão técnica olímpica cogita até mesmo levar atletas pouco utilizados na Copa América, como o lateral-direito Emerson Royal e o zagueiro Felipe. Resta, porém, negociar com Barcelona e Atlético de Madrid.

Sobre Fernandinho, mesmo sem contrato, o Manchester City não vê com bons olhos a ida do jogador a Tóquio, praticamente zerando as chances do volante - que poderia atuar como zagueiro ou meia - ser chamado por Jardine.

Situação parecida vive Richarlison, que atua pelo Everton. A comissão de Jardine gostaria de ter o destaque da Premier League, que está disputando a Copa América com a seleção principal, mas entende a dificuldade e não conta com ele

Cabe ressaltar que o torneio de futebol olímpico não é considerado uma "competição oficial", e, portanto, os times não têm obrigação de liberar atletas.

O fato de vários gigantes europeus terem atletas disputando a Eurocopa é outro fator que complica as liberações para Tóquio.

Vale lembrar que, nos últimos dias, a ESPN Brasil e o ESPN.com.br informaram sobre vetos de clubes brasileiros e europeus a outros jogadores.

O Paris Saint-Germain, por exemplo, já avisou à CBF que não cederá o atacante Neymar e o zagueiro Marquinhos para a Olimpíada.

play
2:12

Zupak 'convoca' os 18 jogadores da seleção olímpica após analisar pré-lista; VEJA

ESPN Brasil divulgou os nomes dos 50 atletas na pré-lista para os Jogos Olímpicos de Tóquio

Já o Palmeiras salientou que também não irá liberar o goleiro Weverton - por outro lado, não colocará problemas à ida de Gabriel Menino.