<
>

UFC: 'Do Bronx' celebra aniversário de dez anos na organização e destaca momentos marcantes

play
Grávida e com barrigão, noiva de Amanda Nunes impressiona com treino intenso de chutes, esquivas e socos (0:33)

Via Instagram @amanda_leoa | Nina Ansaroff, lutadora do UFC, terá um bebê com a brasileira campeã peso galo e peso pena do Ultimate (0:33)

Atuar em alto rendimento no UFC por dez anos não é uma tarefa simples para qualquer lutador.

Mas neste sábado (1º), um brasileiro pode se orgulhar de ter passado uma década na maior organização de MMA do mundo, período em que já coleciona um recorde histórico. Trata-se de Charles ‘Do Bronx’, atual número seis do ranking do peso-leve (70 kg) da franquia, que fez questão de valorizar seu feito.

A data inesquecível na carreira do brasileiro aconteceu no dia 1º de agosto de 2010, quando ele encarou Darren Elkins. Naquele duelo, o ainda faixa-roxa de jiu-jitsu, que estava invicto há 12 confrontos, deu seu cartão de visitas e finalizou o rival no primeiro round, aumentando sua sequência positiva.

Com aquele momento em mente, ‘Do Bronx’, em entrevista exclusiva à reportagem da Ag.Fight, analisou seu próprio desempenho.

“Dez anos de história no UFC. Não é para qualquer um, não é brincadeira. Só tenho a agradecer a Deus por essa oportunidade, aos meus professores que acreditam no meu trabalho, aos meus fãs. Lembro de chorar quando tive essa oportunidade de lutar, de entrar dentro do octógono. Essa emoção nunca vai ser escrita. Todo mundo quer lutar lá”, afirmou o brasileiro, que ressaltou que não deixou a fama e o sucesso subirem à cabeça.

“O que mudou é que hoje tenho uma condição melhor de vida. O Charles é conhecido. De resto é a mesma coisa. Mesmo moleque que começou, humilde, que respeita o próximo e quer respeito. Hoje tenho mais de experiência de tudo o que aconteceu”, completou.

Nesses dez anos de UFC, Charles escreveu seu nome na história da organização. Atualmente o brasileiro é o recordista de finalizações na franquia, com 14. Além disso, ele ocupa a sexta colocação no ranking dos leves, sua melhor colocação até o momento, e acumula sete vitórias seguidas, sua maior marca sem perder dentro do Ultimate.

“Todas as lutas têm uma história, um significado, alguma coisa marcante para mim. Sou muito grato por tudo que aconteceu. Perguntam qual é o jiu-jitsu do Charles? O jiu-jitsu do Charles é o jiu-jitsu de oportunidade. Aquilo que aparece eu vou e pego. Já tive armlock, guilhotina, triângulo, chave de panturrilha, que foi a primeira a ser feita no UFC. Teve a finalização que quebrei o recorde. Mas todas têm um significado”, completou.

Charles ‘Do Bronx’ vive seu melhor momento desde que estreou pela principal organização de MMA do planeta, em 2010. Atualmente, o brasileiro acumula sequência de sete vitórias, que, inclusive, lhe deram seis prêmios de ‘Performance da Noite’. A última vez que o lutador foi derrotado foi em dezembro de 2017, por Paul Felde